Reflexão

“Jovens, se olhem menos no espelho. O grande pânico não são as rugas”, alerta Marieta Severo

Foto: Reprodução
capa site Jovens se olhem menos no espelho Marieta Severo faz um alerta sobre os perigos do ego

A atriz falou abertamente sobre o que pensa do desespero dos jovens em temer a velhice muito antes que ela chegue, esquecendo-se de que o que vale é a mente.

O etarismo é o preconceito e intolerância que pessoas idosas sofrem em espaços públicos ou privados, podendo afetar a saúde física e emocional dos indivíduos, chegando ao ponto de fazer com que deixem de sair de casa ou até mesmo sofram violências de vários tipos, como patrimoniais, por exemplo.

São muitos os casos em que o preconceito acaba limitando as escolhas e até mesmo o estilo de vida dos idosos, que se sentem não apenas deixados de lado pela sociedade em geral, mas como se não fizessem parte do tecido social, chegando a causar desconforto quando acessam os espaços. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse é um problema grave, que deve ser combatido em todas as esferas, sejam elas públicas ou privadas.

O envelhecimento é tema recorrente nas redes sociais, e muitos artistas fazem questão de se posicionar sobre o assunto. Aos 75 anos, a atriz e produtora Marieta Severo deu sua opinião sobre o assunto, explicando que, quando era mais jovem, ninguém falava sobre o preconceito que os idosos sofriam, e a partir do momento em que as pessoas envelheciam, automaticamente perdiam seu lugar.

Mas, para a atriz, que abordou a questão em uma entrevista à Marie Claire, o que a faz se sentir viva, o que a movimenta, é a curiosidade e a vontade de aprender. A partir do momento em que as pessoas começam a perder essa característica, podem realmente se sentir acabadas, como se estivessem no fim de suas vidas.

2 Jovens se olhem menos no espelho Marieta Severo faz um alerta sobre os perigos do ego

Direitos autorais: Reprodução/ arquivo pessoal

Marieta explica que o grande pânico não são as rugas, e que pode estar completamente enrugada, o que realmente vale são os neurônios funcionando. A atriz reforça que cuida da saúde e da aparência, passando os produtos necessários no rosto e até mesmo tirando as manchas, já que sempre gostou de ficar muito no sol, mas que isso não deve ser o resumo de sua vida.

Para ela, a cabeça funcionando faz com que esteja a mil, tendo a possibilidade de enfrentar a própria vida, e que perder isso é o que faz a vida estagnar. Marieta conta que aos 20, 30 ou mesmo aos 40 anos, não pensava em rugas ou na velhice, e que percebe que os jovens sentem o ímpeto de aplicar Botox antes mesmo de as rugas aparecerem, como forma de prevenção.

3 Jovens se olhem menos no espelho Marieta Severo faz um alerta sobre os perigos do ego

Direitos autorais: Reprodução/ arquivo pessoal

Esse comportamento, para Marieta, é extremamente cruel, e ela pede que os jovens passem menos tempo na frente do espelho. A preocupação em como os egos serão, o que vai acontecer na vida dessas pessoas, e como vão lidar com as frustrações ao longo da vida é um dos pontos abordados pela atriz.

De acordo com ela, as crianças são criadas atualmente em um mundo completamente iluminado, mas que existe uma citação de Saramago que diz o oposto, que as crianças crescem nas sombras. Assim, para Marieta, esses indivíduos crescem sem saber enfrentar as frustrações da vida, sem saber o que é a realidade, tendo todos os caminhos facilitados, o que pode impactar diretamente nas futuras gerações.

4 Jovens se olhem menos no espelho Marieta Severo faz um alerta sobre os perigos do ego

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @silviabuarque

Sem saber como será o futuro dessas crianças, que crescem com “tapetes vermelhos” estendidos, ela questiona justamente essa contraposição entre o valor exacerbado que se dá à aparência e à verdadeira essência de um indivíduo, que seria sua cabeça, sua forma de pensar e agir. Para a atriz, as crianças, os adolescentes e os jovens devem se preocupar com as coisas que realmente movimentam a vida, em experienciar as trocas e conhecer realidades.

0 %