Família

Kadu Moliterno falou sobre o filho Kenui, assumidamente gay: “Ele é um orgulho para a família”

Em entrevista, o ator afirmou que sente orgulho do apoio que o filho tem prestado a outras pessoas da mesma comunidade. Confira!



Vivemos em uma sociedade que já evoluiu muito em relação à superação de preconceito e aceitação das diferenças em todas as áreas da vida. Comportamentos e opções de vida, que antigamente eram tratadas com muita negação, hoje em dia já são vistos com mais respeito.

A opção sexual é um dos tabus que mais têm sido debatidos e transformados nos últimos anos. A comunidade tem feito o seu papel na hora de divulgar sua escolha e trabalhar o incentivo ao respeito, ganhando muitos apoiadores, que não necessariamente fazem parte do mesmo grupo, mas que sentem que é preciso vivermos em uma sociedade de oportunidades iguais.

Diversas famílias aprenderam a lidar com os membros homossexuais com amor e carinho, e nos dão exemplos de como deveríamos tratar todos ao nosso redor. Entre eles, estão alguns famosos, que não têm medo de se posicionar defendendo o direito de seus filhos serem quem desejarem e receberem respeito daqueles ao seu redor.


O ex-lutador Popó é uma dessas pessoas, conforme já falamos por aqui. Ele declarou se orgulhar do filho gay, que é formado em Medicina. Outro pai que tem apenas elogios e apoio a prestar ao filho é o ator Kadu Moliterno, de 69 anos.

Direitos autorais: reprodução/Instagram.

Em uma entrevista ao Extra, em 2019, ele falou sobre a relação com Kenui Moliterno, atualmente com 21 anos, que também é homossexual. O jovem se revelou para a família quando tinha 17 anos, e recebeu bastante apoio do pai.

Kadu contou que reagiu de maneira muito tranquila, afirmando que o que realmente importava era que o filho fosse feliz. Ele também afirmou que o filho é um orgulho para ele e para a família por ajudar muitas pessoas a se assumir, a não sofrer e a combater o preconceito.


O ator deixou claro que o apoia totalmente em sua opção pessoal, apesar disso, mantém a preocupação natural de pai, especialmente quando Kenui, que mora nos EUA e é formado em gestão e conservação da vida selvagem, vem para o país.

Direitos autorais: reprodução/Instagram.

Kadu explicou que acredita que o nosso país está “muito atrás” na questão do preconceito e que tem uma mentalidade “muito antiga”, o que faz com que os pais de filhos assumidos não consigam dormir tranquilos quando os filhos estão em festas.


Carlinhos Maia é condenado a pagar R$ 30 mil por rabiscar quadro de artista plástica em hotel de Aracaju

Artigo Anterior

Fisiculturista é impedida de embarcar em viagem porque sua roupa “ofenderia famílias”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.