Notícias

Karina Bacchi diz que ver uso de drogas e orgias em festas da Globo tirou vontade dela de atuar

Foto: Reprodução.
Karina Bacchi diz que ver uso de drogas e orgias em festas da Globo

A empresária e apresentadora Karina Bacchi voltou a falar sobre motivos que a levaram a largar a carreira de atriz. Em participação no podcast religioso “YAHPodCast”, ela contou que presenciou orgias e uso de drogas em festas promovidas por diretores da Globo, quando trabalhava na emissora.

Durante a conversa, ela foi questionada pelo apresentador do podcast, o teólogo e pastor Lamartine Posella, se já havia passado por ambientes com drogas durante a carreira. Karina Bacchi disse que só passou por isso quando começou a trabalhar como atriz.

“Como modelo, como eu comecei muito cedo, eu convivia com meninas muito novas e sempre fui vista como a certinha… Nem chegava para mim esse tipo de proposta, ouvia falar mas parecia algo muito distante”, respondeu.

“Fui ter esse tipo de percepção maior quando fui trabalhar como atriz, na Globo. Passamos a conviver, ter festa, tudo aquilo me angustiava muito porque eu não me encaixava com esse ambiente. Nas poucas festas que eu fui, me sentia um peixe fora d’água”, completou a apresentadora.

Festas da Globo

Karina Bacchi contou que, como começou a namorar muito cedo e seus dois relacionamentos duraram muitos anos, ela não chegou a viver uma “fase” de ir a festas e baladas. Por isso, quando começou a frequentar os eventos da Globo, não se sentia à vontade.

Questionada pelo teólogo se há relacionamentos amorosos entre diretores e atrizes da emissora, a apresentadora confirmou. “A gente percebe que tinha algo a mais de proteção… Quando via estava saindo com um, com outro…”, disse a apresentadora evangélica.

“Nas festas, às vezes você vai ao banheiro, quando abre uma porta errada dá de cara com uma mesa com droga, cocaína, um com outro, com três, com quatro. Uma festa em casa, de diretor, com os atores que estão na novela”, detalhou.

Segundo ela, esse tipo de situação presenciada acabou tirando seu prazer de atuar. Outro motivo que a levou a largar a carreira foi a sexualização das personagens que vivia na televisão: “quando me vi um objeto sendo usado dessa forma, aquilo fez com que eu não quisesse mais atuar”.

0 %