publicidade

Lá no fundo, tudo o que a gente precisa é de amor!

Lá no fundo, a gente precisa se desnudar para as pessoas. Não há nada mais bonito do que poder olhar diretamente nos olhos de alguém e dizer o quanto sofreu ou o quanto é feliz , sem temer o desprezo nem a inveja.



Lá no fundo, tudo o que a gente precisa é de amor.

Tudo o que a gente precisa é ser aceito do jeito que somos. Querido e acolhido mesmo cheios de imperfeições.

Lá no fundo, tudo o que a gente precisa é conviver com pessoas que nos entendam. É horrível conversar com quem a gente precisa explicar mil vezes um sentimento, uma opinião. Lá no fundo , a gente quer cumplicidade. A gente quer falar com poucas palavras. Falar demais cansa. A gente quer falar com um arquear de sobrancelhas , com um sorriso. Não há nada mais bonito do que ser compreendido com um olhar.


Lá no fundo, tudo o que a gente precisa é conviver com quem não nos julga. Com quem não nos critica pelas menores falhas. Com quem respeita a profundidade das nossas feridas. Com quem não cutuca as nossas cicatrizes. Com quem minimiza os nossos defeitos.

Lá no fundo, a gente precisa conviver com pessoas que compartilham de memórias conosco. Que compartilham impressões. A gente precisa conviver com pessoas que se desnudam para nós e que olham em nossos olhos sem medo de serem elas mesmas.

Lá no fundo, a gente precisa se desnudar para as pessoas. Não há nada mais bonito do que poder olhar diretamente nos olhos de alguém e dizer o quanto sofreu ou o quanto é feliz , sem temer o desprezo nem a inveja.


Lá no fundo, a gente precisa de alguém que nos bote para dormir. De alguém que nos faça acreditar de que a vida vale a pena.

Lá no fundo, a gente precisa de alguém que nos queira sem mais, nem poréns. Que nos ame até nas nossas misérias.

Sim, lá no fundo a gente precisa de amor. Lá no fundo, quase tudo se resume a ter ou a não ter amor.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.