Lei da atração para iniciantes e para veteranos com dificuldades de aplicá-la

7min. de leitura

A Lei da Atração é algo que não falha. Cada vez mais eu percebo isso com mais clareza, rapidez e precisão.



Para quem me acompanha, quer pelas redes sociais ou pelos artigos aqui de O Segredo, fica quase repetitivo me ouvir dizer sobre apreciação, contemplação e gratidão. Mas é uma receita que dá tão certo, que sempre compartilho e indico.

Eu estava numa dessas meditações quando percebi que tudo o que eu pedi aconteceu. No dia seguinte, vi isso se confirmar, e depois de novo, e de novo. Uma amiga, provavelmente minha fã número um (por ler tudo o que escrevo), também pôs em prática e notou isso. Ficamos maravilhados com como o pedir-e-receber é real. A Lei da Atração é algo que não falha!

Se fosse uma cobra…

“Mas o quê, Liam?” Mas a gente peca na visão. Literalmente, no jeito de olhar. Sabe aquela expressão que falamos quando não vemos algo que está debaixo do nariz: se fosse uma cobra, tinha me picado?


Há tantas bênçãos que, se fossem cobras, nos teriam picado. Elas estão aqui e não as vemos!

É claro, estamos falando de um modo geral. Nas entrelinhas, há inúmeras coisas – em geral, ações e decisões – que concretizam esse pedir-e-receber, e que daria para escrever um livro sobre essas questões, digamos, técnicas –  inclusive, eu o fiz, está disponível na Amazon para quem tiver interesse.

Mas é importante destacar que você precisa alinhar seus pedidos com suas ações, o que exige disciplina, determinação, comprometimento e fé. Fé, aqui, não é acreditar que vai dar certo, é ser fiel ao seu propósito e ir até o fim. Como eu falei: a Lei da Atração não falha.


Eu acho genial que o pecado original tenha feito os olhos de Adão e Eva se abrirem, porque, paradoxalmente, eu comecei a enxergar melhor quando comecei a fechar os olhos; meditar e sentir, em vez de olhar.

O terceiro olho é muito mais poderoso do que os dois primeiros. O sexto sentido é muito mais poderoso do que os cinco primeiros.

O pecado da visão é um mix de expectativa com rigidez, e que faz fronteira com o pedido mais específico possível. Em outras palavras, algumas pessoas brincam que o Universo é burro e você precisa pedir algo detalhadamente. Mas, ao mesmo tempo, você não pode se prender muito aos “detalhes” porque, às vezes, você está esperando um cavalo branco, e ele vem meio (cor de) creme, mas como você estava com fixação por branco, acabou perdendo o creme. Entende? Talvez já tenha acontecido com você: uma marca muda a embalagem, você passa o olho mil vezes sobre o produto e não o enxerga, porque estava procurando um frasco amarelo e agora ele é azul.

Pode ser que você tenha pedido saúde, por exemplo, e continue doente. Por outro lado, você pode estar recebendo convites que podem ser anúncios para academia, maratonas e nutrição, ou qualquer outra coisa que se relacione com um conceito de saúde.

Anote seus pedidos

Comece a prestar atenção nos seus pedidos, anote-os em algum lugar e reveja-os com frequência. Adote o hábito de fechar os olhos e, simplesmente, perceber a vida, sentir as bênçãos, as mínimas coisas boas da vida. Perceba as energias e os sentimentos dentro de si. Eles são de medo ou alegria, prazer ou dor? Analise-se, estude-se, conheça-se. Você vai ver que todos os pedidos acabam acontecendo, de um jeito ou de outro. Mesmo quando acontecem para alguém ao seu lado, estão acontecendo! Falta calibrar, ajustar, aprimorar, para que isso caia no seu colo e não em outro.

Uma dica de ouro é não levar tudo muito a sério. Divirta-se com essa ideia de ser cocriador da própria realidade. Mas, e se pedir e não acontecer? E daí? Era só uma brincadeira mesmo! Não significa que você não é ouvido ou que é problemático, só não aconteceu ainda. Só o fato de não se pressionar já libera o fluxo e espaço para as coisas acontecerem.

Comece com coisas pequenas e “fúteis”, se necessário. Eu, por exemplo, pouco tempo atrás, decidi que veria uma carranca. Eu não via uma fazia, sei lá, uns dez anos (para mais). Passaram-se duas semanas e nada da carranca. Pensei: “Ok, uma hora ela aparece.” E a encontrei em dois lugares inusitados, eu diria: em frente ao banheiro de um restaurante-bar e dentro de um estúdio de tatuagem! E poderia ter sido numa postagem das redes sociais ou num panfleto, num chaveiro, num filme, quem sabe?

As possibilidades são infinitas! Abra-se para todas elas. Permita-se!

Não leve tudo a sério demais. Sem pressão. Defina. Peça. Acredite/confie. Arrisque-se. E continue a sua vida.

O botão que ativa tudo isso fica nessa linha tênue entre ser específico e aceitar algo semelhante.

Não existe um único método, nem o mais poderoso, existe o que funciona e faz sentido para você. A Lei da Atração é aquele banho no inverno, que você, milimetricamente, tem de ajustar a quantidade de água para não ficar quente demais nem fria. Sabe? É ir ajustando, sentindo, vivendo.

No fim das contas, o segredo é que não tem segredo.

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.