Lei do espelho: o que é e tudo o que você precisa saber para usá-la em seu benefício

A lei do espelho é baseada no seguinte princípio: tudo o que vemos nos outros é um reflexo de nós mesmos.

De acordo com essa lei, as pessoas que mais nos passam um sentimento negativo são as que mais têm coisas para nos ensinar sobre nós mesmos, e tudo o que rejeitamos nelas representa algo que não resolvemos em nosso interior.

Quando compreendemos essa dimensão e trabalhamos em nós mesmos para mudar aquilo que nos desagrada nos outros, podemos melhorar significativamente a qualidade de nossas vidas e de nossos relacionamentos.


Aquilo que nos desagrada tem algo para nos ensinar

Você já parou para pensar sobre as pessoas e coisas que o incomodam? O que será que o incomoda tanto nelas? Qual será a característica que o deixa tão desconfortável ao seu redor?

Se você refletir sobre isso, descobrirá que esse incômodo pode ter mais a ver com você do que com a outra pessoa. Por exemplo, suponha que exista uma pessoa muito sincera em sua vida, que diz o que pensa, sem mascarar as coisas e isso o incomoda. Será o que você realmente não gosta é o que ela diz, ou o fato de ela conseguir dizer tranquilamente coisas que lhe custa muito expressar.

Para a lei do espelho, claro, seria a segunda opção. O que nos incomoda em outras pessoas está relacionado a nós, e não a elas.


Como podemos usar a lei do espelho para evoluirmos

Podemos usar essa lei para enxergarmos as coisas que precisamos melhorar e alcançarmos nossa evolução. Se você deseja testar a lei do espelho, tente fazer este pequeno exercício.

  • Pense em uma pessoa que lhe faz muito mal, que tem muitos comportamentos que o
  • Ainda pensando nela, escreva em um papel todas as características de sua personalidade que o Escreva tudo.
  • Quando a lista estiver completa, reflita: O que essas características da pessoa têm a ver com você?
  • Seja honesto sobre isso, pode não ser fácil no começo, mas as respostas virão.
Quando você terminar essas etapas e fizer uma reflexão profunda, provavelmente, algumas das coisas que você escreveu no início o incomodarão menos. Isso acontecerá porque a função dessas coisas era, apenas, abrir seus olhos.

Para concluir o exercício, ainda falta uma etapa: reconciliar-se com essa pessoa. Sabendo que as coisas que você não gosta em outra pessoa, na verdade, estão dentro de você, precisa eliminar o sentimento negativo pela outra pessoa, e nada melhor para isso do que fazer uma lista de virtudes dessa pessoa.

Anote tudo o que é bom na outra pessoa, qualidades, talentos, gostos, personalidade. Também não será fácil no começo, mas se você se esforçar, conseguirá. Quando concluir o exercício, perceberá que essa pessoa é como todos nós, tem defeitos e qualidades, coisas boas e ruins, e merece compaixão e carinho, assim como você.

Esse é um grande exercício de desenvolvimento pessoal. Você está disposto a tentar?



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: bowie15 / 123RF Imagens



Deixe seu comentário