Lei do Karma: tudo o que nos acontece, de alguma forma, nós atraímos

Hoje vim para “falar” de assunto que nos últimos 6 anos estou estudando e aprendendo bastante: A lei do Karma! Ou Lei do Retorno! Ou Lei de Causa e Efeito.

Meus 2 livros constantes na cabeceira são a Bíblia e as 7 Leis espirituais do sucesso. Nesse livro, a terceira lei fala da Lei do Karma.

Eu vejo muita gente, inclusive eu, às vezes, reclamando da falta de sorte ou das peças que o destino prega, colocando-se por muitas vezes no papel de vítima, de coitadinho, profetizando a frase: Ó vida! Ó céus!

Eu aprendi que tudo, absolutamente TUDO, seja bom ou ruim, que acontece em nossas vidas, são frutos ou consequências de atitudes, pensamentos, reações nossas.

Nada é por acaso ou sem querer! Pode parecer piegas, bobagem, mas é cientificamente comprovado que nosso pensamento tem um poder incrível sobre nossas vidas. E que na maioria das vezes somos pessoas reativas, daquelas que apenas reagem ao que a vida nos apresenta no dia a dia!

Uma das coisas que estou aprendendo, de tanto estudar esse assunto, é não me deixar levar pelo pessimismo diante as adversidades. Procuro sempre achar um ponto positivo em alguma situação, por pior que ela seja! Como diz o ditado: Se não é benção, é lição! Procuro manter meu pensamento sempre com coisas positivas, e confesso: É DIFÍCIL! Mas não podemos desistir. Alguns acham que sou sem juízo por não desesperar diante de situações complexas.

Você pode ter certeza de que cada coisa que aconteceu com você, de alguma forma, você atraiu!

Então, tente ter pensamento positivo, acreditar no melhor, para poder começar a mudar o fluxo da energia que você “joga” no mundo. Tudo que vai volta! Se você estiver jogando baixo astral, pessimismo, chatice, grosseria no mundo, é exatamente isso que vai retornar para você. E tenho certeza de que ninguém gosta de viver assim.

Outra coisa que estou aprendendo com mais dificuldade é a questão do pensar antes de agir. Eu sou uma pessoa completamente reativa, impulsiva e de momento. Principalmente na hora da raiva, quando vejo, já falei ou fiz caquinha. Simplesmente porque não respiro, não analiso, não penso antes de agir. E isso me causa grandes problemas e mágoas com pessoas queridas!

Não sei como posso “ajudar” com essa situação, pois nem mesmo eu ainda entendi como funciona. Sei que é preciso controlar nossos impulsos, para evitar um desgaste maior.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: pramotephotostock / 123RF Imagens



Deixe seu comentário