Leia, pense, reflita sobre essas questões…

“Homem não chora”. “Lugar de mulher é no fogão”. “Criança deve ser vista e não ouvida”.

Ainda bem que os tempos mudaram, que os homens, hoje em dia, têm um pouco mais de liberdade para chorar e extravasar seus sentimentos quando a tristeza aperta o peito, que as mulheres podem trabalhar em carreiras que lhes permitem trilhar caminhos de sucesso, sem serem submissas, mas em muitos lugares essas frases ainda vigoram, em muitos países homens que choram com alguém para testemunhar são punidos, como se fosse pecado ter sentimentos. Mulheres ainda meninas são vendidas como escravas, crianças são maltratadas, para que já cresçam com problemas emocionais, mulheres são discriminadas, manuseadas, abusadas.

Pense em quantos homens durante séculos, tiveram que trancar sua tristeza ou mágoa e disfarçar tudo o que ficava represado? Calado.

Acho que se pensar nisso, é fácil entender um tanto de frieza que ainda caracteriza nossos homens, muitos foram mal acostumados com a dureza e a arrogância, com a distância do romantismo, da sensibilidade e da espontaneidade, tão importantes para um caráter sadio.

Pense em quantas mulheres passaram pela vida sonhando com um trabalho fora de casa, onde pudessem respirar, sem ajuda dos maridos ou familiares, onde tivessem a chance de um mínimo de independência financeira. Pense nas crianças mudas, sem direito a muitas perguntas, aprendendo a obedecer sem questionar, a serem criaturas errantes que apenas se deixavam levar, numa maré infinita de poucas possibilidades de felicidade.

Que bom que os tempos mudaram e que os homens (alguns) já choram em público, se o momento for de pura emoção, bom que as mulheres podem agora concorrer a qualquer vaga em muitos países, bom que as crianças têm mais oportunidades, liberdade, cuidados, acesso à psicólogos quando necessário. Muito bom, mas essa é a realidade só em alguns lugares, como já falei.

Agora continue pensando comigo: quantas frases sem sentido teremos ainda que repetir e viver, para realmente sermos livres e não nos guiarmos por padrões impostos por pessoas inflexiveis e sem nenhum sentido de lógica?

Se o mundo está sempre em constante transformação, que seja para melhor, ou será que daremos dois passos à frente e três para trás?

Inflexibilidade não cabe mais. Em redes sociais vemos tanta intolerância em tudo, até com a opinião do outro! Eu gostaria muito de ver o mundo mais sereno, harmonioso, mas isso depende de cada um de nós, de constantes reflexões no nosso dia a dia, de estarmos atentos e não nos deixarmos levar ou incitarmos palavras ou atitudes de desamor com o outro, porque o outro é como você e vai reagir de acordo com sua atitude.

Ok, vamos combinar que existem pessoas muito difíceis que desistiram de viver, que, às vezes, é melhor nem conviver, mas falo de modo geral, você pode se quiser fazer a diferença e não se deixar enganar por frases feitas, de cunho negativo e que podem ocasionar consequências tristes para todos.

Cada pessoa tem o poder de decidir, a cada minuto, que caminho escolher, que tendência praticar, então, escolha amar, sempre e apesar de, porque o amor tudo vence, com suavidade você pode conseguir qualquer coisa, até mesmo fazer cair em desuso costumes e hábitos que só prejudicam ao próximo e a sociedade.

Não se deixe enganar, você, assim como eu e todos, é um ser livre pensante e não precisa compactuar com o absurdo. Não se omita perante uma injustiça ou um pedido de ajuda, não cruze os braços quando vir uma criança ou animal, idoso ou qualquer pessoa sendo maltratada, não vire as costas quando alguém precisar de conselhos seus ou de desabafar, porque amanhã você pode estar naquele mesmo lugar. Vivemos no mundo para sermos felizes, mas para isso não precisamos puxar o tapete de ninguém. Melhor é sentarmos juntos e voarmos também, aproveitando cada minuto da viagem, de preferência, sem radicalismos, preconceitos ou sendo cúmplices da maldade.

Sejamos o melhor que podemos ser, porque o universo, infalivelmente, continuamente, vai agradecer!

_________________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: mindof / 123RF Imagens



Deixe seu comentário