Notícias

Leo Dias pede perdão a Klara Castanho após caso de abuso se tornar público: “Errei”

Foto: Instagram.
Leo Dias pede perdao a Klara Castanho apos caso

O jornalista Leo Dias usou as redes sociais neste domingo (26) para se pronunciar sobre o caso de violência sexual sofrido pela atriz Klara Castanho, que acabou se tornando público, e pediu perdão a jovem de 21 anos.

Em uma carta aberta ao público, o jornalista diz entender que não deveria ter falado sobre o assunto, mas garante que isso só ocorreu após o pronunciamento dele. O profissional falou ainda que manteve a identidade da artista em sigilo até ela se manifestar.

“Há pouco mais de um mês, eu fui procurado por uma profissional de um hospital privado. Ela insistiu que precisava falar comigo para denunciar um caso atípico que ocorrera há algumas horas naquela casa de saúde. A moça, sob a condição de anonimato, me disse que, pela primeira vez, o nascimento de uma criança não poderia ser registrado na maternidade. Nenhum dado sobre o nascimento poderia ser incluído no sistema”, iniciou ele.

O jornalista diz ainda que não sabia sobre a violência e, que assim que descobriu, se comprometeu a não noticiar o assunto. Ele contou ainda que se ofereceu para adotar a criança, o que ele define como um “ato irrefletido”.

O relato de Klara foi tão impactante, aquela história era tão perturbadora, que, em um ato irrefletido, me ofereci para adotar a criança. E, desde aquele momento, esta história não saiu da minha cabeça. Confidenciei isso a duas pessoas próximas”, contou.

Leia o desabafo na íntegra:

Conselho vai investigar a enfermeira

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) se pronunciou neste domingo (26) sobre o caso da atriz Klara Castanho, que teve seus dados sigilosos vazados e divulgados, e garantiu que fará uma investigação para identificar os responsáveis pelo ocorrido.

É que, após sofrer um estupro, a artista engravidou e decidiu dar a criança à adoção, no entanto, de acordo com o seu relato, ela foi ameaçada por uma enfermeira de vazar o caso e não demorou muito para que isso acontecesse. Em nota oficial, o Cofen se solidarizou com o ocorrido.