6min. de leitura

A linha tênue entre amor e orgulho…

O que é o amor? O que é o sentimento de gostar de alguém? O que faz o ser humano sentir borboletas no estômago a ponto de se declarar e dizer as três palavrinhas mágicas que tanto nos fazem felizes?


Por outro lado, o que faz com que olhemos mensagens da pessoa que amamos, mas não respondamos na hora só para não mostrar que estamos realmente interessados?

O que faz com que fiquemos dias em casa sofrendo ou guardando sentimentos por puro orgulho sendo que, poderíamos faciLmente estar vivendo uma vida bem melhor e cor-de-rosa?

Num relacionamento mal resolvido, onde os dois ainda sentem sentimentos um pelo outro mas ficam trocando firulas, o que impede que confessem seus erros, peçam desculpas e tentem reaver a situação e pelo menos tentarem uma amizade?

Existe uma linha tênue que divide o amor e o orgulho.

Sabe aquelas frases prontas de Facebook, mas que fazem total sentido? “Se você optar pelo orgulho, aprenda a lidar com a saudade”, “É difícil demais estar longe de quem você mais queria estar perto”, “O orgulho o faz parecer certo, mas tira o certo da sua vida” e por aí vai…


Minha sincera opinião? O orgulho é uma porcaria mesmo, ainda mais quando está ferido.

O orgulho nos impede de ir atrás de soluções para situações achando que “ficar por baixo” é pior do que resolvê-las.

Eu entendo que faz parte do ser humano sentir medo de quebrar a cara. Medo de fracassar. Medo de ouvir um “não”. Mas, de verdade, como conseguimos viver sem uma resposta definitiva para os problemas do coração?

Se você levar um “não”, caro amiguinho, é uma resposta que o fará realmente seguir em frente, sem pendências, abrindo-se para o novo sem ter a insegurança do velho. Mas, eu acredito piamente que, se for feito de forma humilde, deixando as armas de lado, despindo-se da mágoa e do ressentimento, a probabilidade de um “sim” são grandes. É melhor seguir livre, leve e solto, sabendo que fez sua parte do que com a bagagem pesada do ódio e do mal entendido nas costas.


Aliás, quem se prejudica com a bagagem do orgulho é a própria pessoa. Somente ela. Os efeitos negativos energéticos, emocionais e até físicos são puramente da pessoa que se decide pelo orgulho.

Quem sofre é ela. E dependendo do grau de orgulho do ser em questão, esse sofrimento pode ser um fardo imenso.

Não é melhor dizer o que se sente, correr atrás do que se quer, do seu sonho, dizer “me desculpa, eu errei, mas estou afim de consertar” ou um mero “desculpe-me, eu gosto de você”? Às vezes a resposta pode ser melhor do que você imagina, as coisas começam a andar e o alívio da alma é instantâneo.

Eu realmente creio que existe uma linha muito tênue entre amar e sentir orgulho de amar. As pessoas se fecham, trancam-se e se engodam em seus próprios motivos e fantasmas para não dar o braço a torcer e, com isso, vivem parte de suas vidas em dúvida, pesadas, incompletas e muitas vezes vivendo sem sentido. Há quem olhe pra trás, lá na frente, e pense “eu poderia ter feito diferente”. Aliás, há quem leva essa amargura para o túmulo. E me respondam: qual o benefício disso? Nenhum.

Ainda há tempo para amar, para ser feliz, para plantar sonhos, para seguir adiante sem pendências, para planejar um recomeço ou um começo.

Há tempo para muita colheita. Mas é preciso deixar esse bichinho do orgulho de lado.

Não se prive de dizer que ama alguém, de pedir desculpas, de confessar seus erros, de querer consertar as coisas, de querer resolver pendências. A vida é muito curta para passarmos períodos nos corroendo por coisas tontas e um sentimento tão bobo quanto esse, que nos torna cegos. É muito triste ver relacionamentos de todas as naturezas sendo desfeitos por uma causa tão pobre.

Vou terminar essa reflexão com uma frase pronta de Facebook para que possamos pensar no que queremos para nossas vidas e se nossas atuais atitudes estão nos levando para esse objetivo ou não, daí o desfecho da coisa toda é com vocês:

“O orgulho protege sim, mas também pode fazer perder. E perder o que se quer é burrice.”

Na batalha do amor e do orgulho, que o amor sempre vença!

____________

Direitos autorais da imagem de capa: macniak / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.