Livrai-nos de todo mal. Inclusive do mal amado

Ô, Meu Pai. Olha teus filhos cá embaixo. Eu sei que é duro, com toda essa gente pedindo, mas faço uma fé danada que o Senhor não falta a ninguém. Sei aqui comigo que Deus ajuda a quem cedo madruga, a quem acorda atrasado, quem dorme tarde e a quem passa a noite acordado. A quem pede, acredita, trabalha e sai em busca o Senhor não falha, mesmo quando tarda. E eu tenho cá nas mãos um pedidinho à toa.



Não é o prêmio da loteria, não. Nem é emprego público, herança, restituição do imposto de renda. Não é dinheiro, que aqui não sobra mas o que falta a gente corre, corre e vai buscar. Também não é saúde. A minha vai bem, muito obrigado. Tem uma coisinha aqui, uma coisinha ali, mas tudo muito leve. O Senhor sabe. A gente adoece quando não come direito, não dorme direito, não ama direito. E apesar de não fazer direito nada disso, a saúde anda boa que só. Então, vai aqui a minha gratidão sincera. Graças a Deus!

Agora, o que eu quero pedir com empenho é muito simples. Está marcado no finalzinho da oração que o Senhor mesmo nos ensinou: “mas livrai-nos do mal…”.

Ah, Meu Deus! Se o Senhor me permite, eu tenho umas palavrinhas para encaixar bem ali, antes do “Amém”. É que a coisa por aqui anda meio enfezada, sabe? É “mal” que não acaba mais. Dá pra encher um volume do tamanho da própria Bíblia. Mas eu resumo. Para começar, livrai-nos de todo mal informado. Jesus! Como tem gente equivocada por estas bandas. Põe os pés pelas mãos, passa a carroça na frente do burro, confunde liberdade com libertinagem e essas coisas. Livrai-nos desse mal, Meu Pai.


Tem também o mal intencionado. Ô racinha! Sempre tramando, manipulando, maldizendo quem estiver perto. Capricha nessa hora, Pai Nosso! Livra teus filhos desse mal.

E os mal-humorados, então? Sempre distribuindo patadas, cuspindo má-criação, espalhando grosseria por todo canto. Primos-irmãos dos mal educados, os mal-humorados costumam confundir seu péssimo humor com alta inteligência. E dá-lhe baixaria! Então, por favor, Meu Pai, preserva também nossa alegria e nossos bons modos desse malfeito.

Leva também embora todo mal-estar, mal-entendido, mal olhado, mal agradecido. Tudo quanto é mal, o Senhor tenha a bondade de mandar bem longe.


E se não for pedir demais, começa nos libertando de todo mal amado. Porque é isso o que abre a grande porteira do desvio, né? Gente mal amada é capaz de tudo. Segue por aí cheia de maldade fazendo das suas. Mas tudo se inicia é na falta de amor.

Pois então, Pai Nosso, que estais no Céu, por favor dá a esse povo mal resolvido aqui embaixo um pouquinho mais de amor. E enquanto eles não tomarem jeito de gente, que fiquem bem longe da gente. Amém!

Fim da conversa no bate-papo

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.