ColunistasComportamentoReflexão

Livre ou preso?

LIVRE OU PRESO FOTO DE CAPA E FOTO 01

Vejo constantemente pessoas se dedicando a inúmeras tarefas. Na maior parte do tempo vejo as pessoas se dedicando ao trabalho com afinco e sem entusiasmo. Vejo as pessoas se dedicando a aparência nas academias, à aceitação social nas ruas. Percebo também que esta dedicação está atrelada sempre a algum tipo de retorno. A dedicação ao trabalho para obter dinheiro, a dedicação na academia para obter um corpo atrativo, a dedicação social para ser aceito.



No entanto é raro ver pessoas se dedicando à mente, ao autoconhecimento, à consciência. Vejo pessoas falando sobre isso, mas a dedicação é difícil de ver. E isto é um fato paradoxal atualmente, por quê? O Brasil é o país campeão no uso de medicamentos antidepressivos, nenhum outro país consome mais este tipo de droga do que o Brasil.

LIVRE OU PRESO FOTO 02

É notável o interesse pela qualidade de vida, temas derivados são as principais reivindicações e promessas em tempos de eleição. No entanto a dedicação a algo que visa à melhora da qualidade de nossas experiências praticamente não existe. Nas escolas não existe esta matéria, no trabalho nenhuma atenção é dada a este quesito, mesmo nas famílias geralmente isso se restringe a uma ida aos fins de semana à igreja, templo, etc.


Mas porque a dedicação a algo que nos traz qualidade nas nossas experiências diárias não é incentivado? Porque não dominamos a prática de lidar com a mente? Por quê?
O sistema lhe dá um barco e ti solta no oceano, mas você continua preso, á deriva, à mercê das circunstâncias por não saber velejar.

Vejo ainda pessoas dizendo que não tem tempo para isso. Elas dizem não conseguir parar por alguns minutos para se dedicar a elas mesmas. O resultado é que todo o tempo que elas têm é inútil porque não há qualidade na experiência, todo tempo é gasto pelo automatismo interno.

Você está no barco à deriva e não tem tempo de ler o manual de instruções que o fará comandante do barco, que o levará para o destino escolhido? Você prefere ficar preso estando livre? Se você não tem um barco tudo bem, mas se tem, porque não dedicar-se?


Infinita liberdade…

Artigo Anterior

O autoconhecimento pode te trazer riqueza, saúde e felicidade

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.