Notícias

Lula diz ter pena de “moleques messiânicos” da Lava Jato e xinga Moro

Foto: Depositphotos.com
Lula diz ter pena de moleques messianicos da Lava Jato e xinga Moro site

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou ontem (24) que os ex-integrantes da Lava Jato em Curitiba são “moleques messiânicos” e investiu contra o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), um de seus adversários numa possível candidatura à Presidência.

“Eu tenho pena porque esses moleques que criaram a força-tarefa em Curitiba, não só me prejudicaram como prejudicaram a imagem do Ministério Público”, disse ele em entrevista à rádio Super Notícia, de Belo Horizonte.

“Essa gente quase destruiu as instituições que criamos para dar garantia e fortalecer a democracia no nosso país. Fico muito triste porque não se deram conta disso, era um bando de messiânicos que contavam mentiras e a imprensa divulgava fartamente as mentiras que contavam como se fosse verdade”, continuou.

O ex-presidente também disse que Moro é uma “pessoa asquerosa” e o “maior mentiroso que já passou pela história do Brasil”, ao ser questionado sobre os demais pré-candidatos à chefia do Executivo nacional.

“Não me fale dessa pessoa porque essa é uma pessoa asquerosa. É o maior mentiroso que já passou pela história do Brasil, que conseguiu enganar 100% da imprensa, 100% da política, enganar a sociedade. Como mentira não dura a vida inteira, finalmente a casa caiu e ele virou essa coisa grotesca que está se apresentando como candidato à Presidência da República.”, disse Lula ao ser perguntado sobre Moro

Mais processos pela frente

Durante a entrevista, Lula também citou o ex-procurador da República Deltan Dallagnol, que foi condenado nesta semana a pagar uma indenização por danos morais de R$ 75 mil ao petista.

“Entrei com um processo contra esse procurador porque é um messiânico, um mentiroso. Ele falava em honestidade e tentou criar um fundo para a turma dele com dinheiro da Petrobras”, disparou, acrescentando que deve entrar com mais processos à frente.

“As pessoas que fizeram acordo em cada jornal para passar mentira para tentar destruir, essa gente precisa efetivamente ser punida pela instituição”, disse.

A Quarta Turma do STJ determinou na segunda-feira (22) que Dallagnol indenize Lula pela apresentação de PowerPoint em que associou o petista a diversas situações e pessoas. A indenização foi fixada em R$ 75 mil, mas, segundo o relator do caso na Corte, ministro Luís Felipe Salomão, pode passar de R$ 100 mil devido a juros e correção monetária. O ex-procurador disse que vai recorrer da decisão.

0 %