Pessoas inspiradoras

“Lutar para realizar sonhos.” Comerciante conserta celular de menino empreendedor de graça!

Foto: Reprodução.
Capa Lutar para realizar sonhos comerciante conserta celular de menino empreendedor de graca

O menino vende doces e, de acordo com sua mãe, a iniciativa partiu dele. O caso repercutiu nas redes sociais.

O empreendedorismo é uma das saídas possíveis para quem procura uma forma individual de fazer o próprio dinheiro, seguindo pela lógica “seja seu próprio chefe”. Ouvir histórias de empresários de sucesso pode dar a falsa impressão de que empreender é algo simples, que se resume a tirar uma boa ideia do papel. No entanto, já foi apontado que a maioria das empresas acabam fechando as portas em menos de um ano e, com a precarização da economia, cada vez mais pessoas estão indo pelo caminho do “trabalhar por conta”, mas não para realizar o sonho de ter o próprio negócio, mas porque o mercado não oferece oportunidades. Muitas pessoas no Brasil começaram a empreender assim, não pela vontade, mas pela necessidade.

Existem empreendedores de todos os tipos: homens, mulheres, os de primeira viagem, aqueles que já tentaram antes, adolescentes, os jovens, os idosos. No interior de São Paulo, no entanto, um empreendedor impressionou o público pela sua idade, afinal é uma criança e já está envolvida com seus negócios. Seu jeito de ser chamou a atenção até mesmo de um prestador de serviço, que resolveu ajudar o garoto na sua caminhada.

O garoto, de apenas 11 anos, vende doces nas ruas de Capão Bonito, cidade do interior paulista. O menino precisava de ajuda para um reparo no seu celular, que lhe ajudava nas vendas, então levou o aparelho à loja de Jorge Senne Neto, de 36 anos, um comerciante local.

De acordo com informações do portal de notícias G1, Neto foi surpreendido pelo menino e sua história. Em suas redes sociais, Neto postou um vídeo dele conversando com o jovem freguês, que se chama Guilherme Queiroz Blun Valente dos Santos. O menino falou sobre a venda dos doces, seu empreendimento dedicado e o conserto do celular.

Jorge disse que a criança era conhecida na cidade pelo seu negócio com as balas, e todos a achavam muito simpática na hora de vender os seus produtos. Por isso, quando Guilherme entrou na loja, já com o celular em mãos e pedindo auxílio para o conserto, o comerciante já havia decidido qual seria a sua atitude, mas antes pediu autorização para a mãe do menino, Aparecida Conceição Daniele de Queiroz, de 34 anos.

Primeiramente, Jorge deixou que o menino pagasse pelo conserto, mas depois devolveu o dinheiro. Ele disse que não havia comentado nada antes com o menino, pois queria lhe dar a sensação prazerosa de conseguir comprar algo com seu dinheiro conquistado; Neto achou que aquilo seria uma vitória para o menino.

2 Lutar para realizar sonhos comerciante conserta celular de menino empreendedor de graca

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @netoinfocell

Segundo a mãe do “miniempreendedor”, Guilherme começou a vender doces ainda bem pequeno, e sempre quis fazer isso, inclusive a iniciativa para as vendas partiu dele. No início, vendia tomates, depois laranjas e, por fim, decidiu fazer dos doces seu produto principal.

Ainda de acordo com Aparecida Queiroz, o pequeno é muito regrado com os seus empreendimentos e está atento a tudo: é ele quem separa o dinheiro para comprar doces para revender e para gastar com compras próprias. Mesmo ainda jovem, ele está aprendendo sobre o valor do dinheiro e a lutar por seus sonhos.

Sobre a atitude do comerciante, Aparecida disse que o filho apreciou bastante o gesto de reconhecimento do comerciante, pois o pequeno Guilherme busca sua independência batalhando pelos seus sonhos.

3 Lutar para realizar sonhos comerciante conserta celular de menino empreendedor de gracar

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @netoinfocell

A seção de comentários da postagem de Neto está cheia de pessoas elogiando o seu gesto para com o menino e de enaltecimentos de Guilherme por se jogar no mundo das vendas ainda tão pequeno. A história dos dois empreendedores, um ainda criança e o outro um adulto bem-sucedido, inspirou várias pessoas pela internet.

0 %