Comportamento

Luto pela morte de três filhos inspirou uma das grandes obras de Manoel Carlos!

Foto: Reprodução
Capa site Luto pela morte de tres filhos inspirou uma das grandes obras de Manoel Carlos

O autor e diretor brasileiro passou por três grandes perdas na vida, mas fez do luto uma grande obra!

Todos os brasileiros provavelmente conhecem Manoel Carlos, o autor e diretor de várias obras, ou pelo menos assistiram a suas novelas, como “Laços de família”, dos anos 2000 e “Mulheres apaixonadas”, de 2003. Manoel é responsável por criar personagens e tramas inesquecíveis para a televisão brasileira, mas o que muitos não sabem é que o luto marcou fortemente sua vida. 

Manoel Carlos enfrentou três tragédias que marcaram sua vida para sempre. Segundo o Ego, em tempos diferentes, o autor global perdeu três filhos: Ricardo, Manoel Carlos Júnior e Pedro Almeida. Nesses períodos tão difíceis, Manoel Carlos se reergueu por causa da profissão, transformando sua dor em uma de suas principais obras, a novela “Em família”, lançada no início de 2014.

De acordo ainda com o Ego, durante a cerimônia de cremação do filho Pedro, o autor disse aos jornalistas presentes que a vida tinha dado isso para ele: a perda de três filhos. Para quem já perdeu um filho, a situação é extremamente difícil, o que dá a Manoel Carlos o direito de ficar profundamente abalado com a perda dos três.

Imagem 1 Luto pela morte de tres filhos inspirou uma das grandes obras de Manoel Carlos

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @moniquecuri_real

Para ajudar no processo de luto, o autor voltou-se para o trabalho e escreveu “Em família”, segundo o Zappeando. Focando no trabalho, o pesado fardo do luto amenizou um pouco e fez com que o autor pudesse seguir em frente, mesmo com tamanha dor e saudade dos filhos.

Em 2020, em entrevista ao programa “Conversa com Bial”, Manoel Carlos afirmou que não há remédio contra o luto e que, ao mesmo tempo que as pessoas dizem para ele esquecer e que o tempo apaga tudo, o autor não tem esse desejo. No início, parou de escrever, mas com o tempo, voltou ainda mais forte, com mais inspiração. Mesmo com as mortes trágicas de sua família, Manoel Carlos se mostrou orgulhoso dos filhos, que foram eternizados em sua memória.

Imagem 2 Luto pela morte de tres filhos inspirou uma das grandes obras de Manoel Carlos

Direitos autorais: Arquivo Pessoal

A novela da Globo

Segundo o Blog do Nilson Xavier, do UOL, “Em família” iniciou-se em fevereiro de 2014, na TV Globo, trazendo o ritmo do bom e velho cotidiano, característica das obras de Manoel Carlos. A história passava-se na década de 1960, com o nascimento da protagonista Helena, durante a primeira fase, e depois engatou na segunda parte, em que a menina já era adolescente.

O primeiro capítulo teve barrado de família, nudez implícita da atriz Bruna Marquezine, procissão e sonho animado. Além disso, a novela também teve um elenco cheio de rostos desconhecidos pelo público, com vários atores mirins e adolescentes.

Perdas irrecuperáveis

O primeiro filho, Manoel Carlos perdeu em 1988. Segundo informações do Ego, Ricardo faleceu em decorrência das complicações do HIV, com apenas 33 anos. Ricardo era filho de Manoel com Maria de Lourdes Gonçalves de Almeida. De acordo com o Ministério da Saúde, naquele mesmo ano, houve mais de 4.500 casos da doença notificados no Brasil.

A segunda grande perda do diretor foi a de Manoel Carlos Júnior, em fevereiro de 2012. O jornalista era dono de uma assessoria de imprensa e faleceu enquanto dormia, vítima de um ataque cardíaco fulminante. Deixou três filhos, segundo o Caras. Ele também era filho do diretor com Maria de Lourdes.

Dois anos depois, em 2014, Manoel Carlos se despediu do caçula Pedro Almeida. O jovem de 22 anos faleceu de mal súbito. Pedro foi encontrado morto em Nova York, onde estudava.

0 %