Comportamento

Mãe cria “contrato de limpeza” para os filhos e os multa em R$40 quando deixam a casa bagunçada

capamae cria contrato de limpeza para os filhos e os multa em R40 quando deixam a casa baguncada

Uma mãe sobrecarregada com os afazeres domésticos conseguiu uma solução criativa para obter a participação dos filhos na organização da casa. Confira!



A falta de organização e de apoio dos jovens com as tarefas de casa pode deixar os pais sobrecarregados. Além de trabalhar o dia todo, precisam cuidar da casa sozinhos, porque os filhos estão ocupados demais mexendo no celular, assistindo à televisão ou com jogos eletrônicos.

Katrina Jones Neathey, uma mãe da Inglaterra, estava enfrentando essa situação todos os dias, até que tomou uma medida inusitada e muito séria para disciplinar os filhos e torná-los responsáveis pelas próprias bagunças.

Em entrevista ao Daily Mail, Katrina, que tem a limpeza como profissão, contou que desenvolveu um “contrato de limpeza” para seus três filhos, com todas as coisas proibidas dentro de casa e com as consequências, caso deixassem de cumprir qualquer regra estabelecida no “documento”.


Durante um jantar em família, ela apresentou o contrato para os três filhos, que continham proibições como: não comer no quarto, arrumar a cama todos os dias, guardar as próprias roupas e sapatos, manter o ambiente organizado e colocar as roupas para lavar.

Caso descumpridas as regras, os filhos maiores de idade, à época com 18 e 19 anos, deveriam pagar £ 5 (equivalentes a atuais R$ 40) por infração, enquanto a filha mais nova perderia o direito de usar o próprio celular por dias.

2mae cria contrato de limpeza para os filhos e os multa em R40 quando deixam a casa baguncada

Direitos autorais: reprodução Facebook/Katrina Neathey.

Katrina disse que a medida foi tomada depois de testados outros métodos e regras, e perceber que os filhos continuavam sem colaborar.


A mãe relatou que os jovens escondiam roupas, pratos sujos, caixas de pizza e até mesmo tábua de cortar alimentos no fundo do guarda-roupa, e que esse era o momento de eles aprenderem a cuidar de suas coisas e da casa “da maneira mais difícil”.

Katrina disse que ela e seu marido trabalham muito para oferecer o melhor aos filhos e que, muitas vezes, pode ser fácil para eles “tirarem proveito” de sua generosidade. Ela acrescenta que respeitar as próprias coisas é muito importante e acredita que o contrato ajudará os filhos a aprenderem isso.

Todos os filhos já receberam alguma punição, e a mãe afirmou acreditar que a educação “dura, mas justa”, que tem aplicado, tem colocado os filhos no eixo, já que se sente muito mais satisfeita com a casa e que sua vida está muito mais fácil.

Para finalizar, ela disse que não busca perfeição dos filhos, vê-los tentando melhorar e passando a respeitá-la mais e as próprias coisas é o suficiente.


Certamente, muitas mães se identificam com a situação que Katrina vivia.

Se estivesse em seu lugar, você faria a mesma coisa?

Comente abaixo e compartilhe o texto com suas amigas mães!


Arquiteta cria ONG e já mudou a vida de mais de 20 mil crianças brasileiras!

Artigo Anterior

Homem polemiza ao dizer que mães solteiras são apenas para “uso recreativo”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.