Família

Mãe descobre que recém-nascida tem poucos dias de vida e faz lista para aproveitar cada momento

capa mae descobre que recem nascida tem poucos dias de vida e faz lista para aproveitar cada momento

Sabendo que não poderia passar muito tempo ao lado da filha, esta mãe teve uma ideia inusitada para fazer cada momento valer a pena.

Perder um filho é uma dor tenebrosa para todas as mães. Sophie Murfin, de Bristol, na Inglaterra, foi confrontada com essa realidade cedo demais.

A mulher tinha uma gravidez tranquila, em que todos os ultrassons mostravam que o seu bebê estava saudável. Entretanto, nos exames de rotina da vigésima semana de gravidez, tudo mudou. Conforme matéria do britânico The Sun, o médico detectou um problema no coração da pequena Violet.

A equipe então encaminhou Sophie para um especialista do Hospital St Michael’s, em Bristol, e lá foi descoberto que ela sofria da síndrome do coração esquerdo hipoplásico, condição na qual o lado esquerdo do coração não se desenvolve adequadamente.

Por conta disso, a pequena teria pouco tempo de vida, variando de poucas horas a algumas semanas.

A notícia foi devastadora para a mãe, mas a equipe do hospital lhe ofereceu um ótimo atendimento, garantindo que a condição não seria dolorosa para a bebê, e passando horas esclarecendo todas as suas dúvidas sobre essa nova realidade.

Encorajada pela equipe do hospital, Sophie escolheu um nome para a filha, e ainda escreveu uma lista de coisas que gostaria de realizar durante a gravidez e pouco tempo de vida da menina, para que pudesse aproveitar da melhor maneira possível o tempo ao seu lado.

2 mae descobre que recem nascida tem poucos dias de vida e faz lista para aproveitar cada momento

Direitos autorais: Reprodução / Just Giving Baby Violet.

No topo da lista, estava conhecer a sua bisavó. No entanto, as coisas não estavam sendo nada fáceis para essa família. Sophie recebeu a triste notícia de que sua avó havia sido diagnosticada com câncer terminal e tinha apenas alguns meses de vida, o que tornava praticamente impossível conhecer a bisneta.

Para muitas pessoas, esse poderia ser o fim da estrada, mas graças à dedicação da equipe do hospital, a história teve uma reviravolta. Violet nasceu durante a pandemia de coronavírus, em 24 de maio de 2020, e estava bem, não precisando de nenhum medicamento ou máquinas para mantê-la viva. A equipe moveu mãe e filha para uma suíte no hospital, que Sophie diz ser mais parecida com um hotel, e as deixou sob o cuidado de uma funcionária enquanto todos bolavam um plano para levá-las para casa o quanto antes, para que a pequena pudesse conhecer a bisavó.

A bebê, que tinha uma condição de vida bastante delicada, apenas poderia ser movida em uma ambulância, o que parecia um pouco complicado por conta de um feriado que se aproximava.  No entanto, a equipe se uniu para garantir que esse encontro especial acontecesse. Todos os funcionários se ofereceram para levar as duas para casa, no Sul do País de Gales.

Sophie ficou muito tocada com a gentileza dessas pessoas, que acolheram mãe e filha com todo o amor desde o primeiro dia, e celebrou o encontro de diversas gerações da família.

3 mae descobre que recem nascida tem poucos dias de vida e faz lista para aproveitar cada momento

Direitos autorais: Reprodução / Just Giving Baby Violet.

Com esse objetivo concluído, a mãe se dedicou a pensar no máximo de atividades com Violet enquanto havia tempo. Entre essas coisas, o batizado da menina no jardim de sua casa, passeios no parque, sessão de fotos e a celebração do aniversário da avó.

Sophie conseguiu completar a lista que tinha escrito antes da partida da filha, após 11 dias de vida. Violet faleceu nos braços da mãe, apenas três horas após a morte da bisavó.

4 mae descobre que recem nascida tem poucos dias de vida e faz lista para aproveitar cada momento

Direitos autorais: Reprodução / Just Giving Baby Violet.

A mãe resolveu compartilhar a sua história como uma maneira de confortar outros pais que passam por situações similares e também para ajudar a arrecadar fundos para a equipe do hospital St Michael’s que tanto fez por ela e sua família.

Numa página de arrecadação online, Sophie já foi capaz de ajudar o hospital com £ 6.170 (equivalente a mais de R$ 43 mil).

0 %