Notícias

Mãe diz que filho foi trancado em sala na escola por apresentar sintomas de covid-19: “Ele estava apavorado”

mae com filho trancado

A mãe Lexie Walsh, de Washington, nos Estados Unidos, relatou ter tirado seu filho Gabriel, de 6 anos, da escola onde ele estudava depois que a criança foi trancada em uma sala por apresentar sintomas de covid-19.



Em entrevista à emissora de TV local KXLY, a mãe contou que recebeu um telefonema da escola na última sexta-feira (5), informando que seu filho estava doente e que ela precisava ir buscá-lo.

“Normalmente, quando meu filho está doente, ele fica esperando por mim bem na entrada da escola. Mas dessa vez, ele não estava lá”, disse.

Um funcionário falou que Gabriel estava no ginásio, então a mãe foi até lá. Ao chegar, porém, ela não o encontrou, até que ele a chamou através de uma janela de vidro, por uma porta que estava trancada.


Ainda de acordo com o relato da mãe, seu filho estava com outras crianças que a escola considerava “casos suspeitos de covid-19″ e não havia um professor ou qualquer adulto supervisionando os estudantes. “Meu filho me disse que estava apavorado e que pensou que estava preso por ter feito algo de errado, já que ninguém lhe explicou o porquê de ele estar ali”, contou.

Ouvido pela emissora, Ben Ferney, diretor da escola, explicou que seis crianças foram colocadas na “sala de isolamento covid”. Duas delas teriam testado positivo, e a “política de rastreamento de contato” da escola identificou outras três crianças com quem elas tiveram contato, que também foram colocadas na sala. Gabriel, no entanto, apenas falou para a professora que estava com o nariz entupido e nunca testou positivo para a doença, segundo a mãe.

porta da escola

Direitos autorais: reprodução.

O diretor admitiu que houve momentos em que os pequenos foram deixados sozinhos e disse saber que a escola “cometeu alguns erros”. “O que aprendemos foi que precisamos nos comunicar melhor com os pais e com nossa equipe interna no que diz respeito a alunos sintomáticos e isolamento”, declarou. Ele disse ainda que “mudanças serão feitas”.


Entretanto, Lexie não confia mais na escola e já cancelou a matrícula do filho. “Como mãe, isso me faz pensar se ele estará seguro em alguma escola. Eu o tirei de lá e ele ficará estudando em casa pelo resto do ano enquanto decido o que fazer. Mesmo enviando-o para uma escola diferente, como posso ter certeza de que ele ficará seguro?”, questionou a mãe. Lexie disse, ainda, que está considerando entrar com um processo contra a escola.

Homem que morreu ao cair de altura de 30 metros em cachoeira tentava fazer selfie, diz polícia do DF

Artigo Anterior

Mãe de Marília Mendonça, Murilo Huff e mais famosos participam de culto em homenagem à cantora

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.