Comportamento

“Obrigada por fazer parte da minha vida”, diz mãe de recém-nascida que morreu de covid-19

Essa mãe fez uma declaração emocionante à filha, que perdeu poucos dias depois do nascimento. Confira!



Por mais que a pandemia esteja nos mostrando que não estamos imunes a nenhum tipo de perda, nós nunca estamos preparados para dizer “adeus” a quem amamos.

Mesmo acompanhando diariamente as pessoas que têm perdido a vida para o vírus no último ano, esperamos nunca passar por esse tipo de dor e que todos que amamos ficarão a salvo de todas as tragédias provocadas por esse momento tão difícil.

Por conta disso, pode ser muito difícil aceitar ser pego de surpresa e ver partir alguém que ocupa um grande espaço em nosso coração e que tinha uma vida toda pela frente.


Essa foi a situação enfrentada por uma mulher de Sorocaba (SP), que usou as redes sociais para compartilhar um momento de muita dor. Segundo apurado pelo G1, na publicação, ela conta que havia perdido a filha de um mês de vida por conta da covid-19.

Agradeceu à menina, chamada de Isabelle Rolim Soares, por participar de sua vida, mesmo que “por pouco tempo”. Também escreveu que a ama para sempre.

Direitos autorais: Reprodução/Facebook

A morte da recém-nascida, que estava internada em um hospital particular, foi confirmada pela prefeitura de Sorocaba no último dia 10. Isabelle integrou o grupo dos 15 pacientes que faleceram vítimas da doença, de 5 a 10 de março. Ela não apresentava nenhum tipo de comorbidade.


Segundo o portal de notícias, a morte de outra criança, de 3 anos, também por covid-19, fez a cidade de Alumínio, também em São Paulo, decretar luto oficial de três dias. Bernardo José Rivera era filho do vereador José Rivera.

A família contou que o menino estava com sequelas de afogamento sofrido no ano passado, e deu entrada no pronto atendimento da cidade, no início do último dia 9, mas não resistiu. Bernardo aguardava vaga na UTI e tinha sido submetido a uma traqueostomia.

A perda de crianças para o vírus é algo muito dolorido, tanto para as famílias quanto para todos nós, pois sabemos que tinham muita coisa para viver.

Neste momento, o melhor a fazer é seguir as medidas de isolamento, protegendo nossas vidas e a daqueles que amamos. A superação desta fase tão difícil começa com cada um de nós.


Compartilhe a notícia em suas redes sociais!

“Sempre tive o sonho de ter filhos”: primeira travesti no Brasil a se tornar mãe, ao adotar 2 crianças

Artigo Anterior

Médico se recusa a usar máscara em posto de saúde e agride mulher depois de ser filmado

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.