Comportamento

Mãe organiza primeira e última festa de aniversário de filho com câncer terminal

O filho foi diagnosticado com câncer quando tinha apenas seis meses, e logo os pais souberam que ele não viveria muito tempo.



Descobrir que um parente ou amigo enfrenta uma doença grave nos faz ficar sem chão. Como lidar com a chance de perder alguém, mesmo que ela seja pequena? Se esse processo é extremamente doloroso, imagine-se como um pai e uma mãe lidam com a hipótese de perder um filho?

No ciclo da vida, não é natural que os pais estejam vivos quando os filhos partem, isso fere profundamente aqueles que dedicaram a vida e o sangue para a prole.

Andrea Mortimer e seu companheiro Malcolm Rumney estão passando justamente por isso. Antes mesmo de o filho Jacob completar um ano de vida, eles já sabem que ela não será extensa.


Quando tinha seis meses, segundo relato da mãe, ele foi diagnosticado com tumor cerebral, e não tinha chances de sobreviver por muito tempo. Agora a família está juntando dinheiro para fazer a primeira e única festa de aniversário que Jacob terá, para “criar memórias”, como ela disse.

O diagnóstico veio depois que o menino começou a passar mal todos os dias de manhã, sempre vomitando, e chegou a recusar leite, o que acendeu um alerta nos pais. O pediatra acreditava que poderia ser refluxo, um desmame precoce, e disse que eles deveriam ficar tranquilos.

Naquela mesma noite, Jacob começou a vomitar um líquido aquoso, com pedaços de alguma coisa de cor marrom escura. No dia seguinte, no hospital, os médicos mediram sua cabeça várias vezes, perguntando em seguida se os pais achavam que ele tinha uma cabeça grande para a idade. Andrea respondeu que não, e o médico informou que acreditava que ele poderia ter um pouco de líquido cerebral.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@malcolm_rumney.


Eles passaram a noite no hospital e o filho só piorava, as suspeitas do médico se confirmaram na manhã seguinte, e foi transferido para outra instituição. Levado para a UTI, um dreno externo foi colocado na sua cabeça; os pais se assustaram assim que viram o filho tão pequeno ligado a tantos tubos e fios.

Alguns dias depois, o diagnóstico veio, e o médico disse que eles tinham três caminhos a seguir. Jacob poderia fazer uma cirurgia, mas existia risco de morrer, poderia fazer quimioterapia paliativa ou ir para casa e aguardar o momento em que morreria “naturalmente”.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@malcolm_rumney.

Andrea perguntou quanto tempo eles teriam com o filho, se eles fossem para casa, e eles disseram que seria apenas por alguns dias. Jacob foi submetido a uma cirurgia, e todos os familiares estavam muito confiantes, principalmente quando os médicos disseram que tinha sido um sucesso.


Mas nem a quimioterapia impediu que o tumor crescesse novamente, e todos precisaram se conformar com o fato de que ele não mais melhoraria. O médico acabou dizendo que ele teria apenas alguns meses e que talvez chegasse a completar o primeiro aniversário.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@malcolm_rumney.

Desde então, os pais de Jacob decidiram proporcionar os melhores dias da vida dele. O aniversário de um ano do pequeno será no dia 29 de julho, e os pais estão juntando dinheiro para oferecer um dos dias mais inesquecíveis ao pequeno. Depois da festa, a família inglesa ainda planeja fazer uma linda viagem, para que eles criem memórias juntos.


Desabrigado por 32 anos, sem-teto recebe ajuda de desconhecido para achar lar e hoje eles são amigos

Artigo Anterior

Toda mulher se encanta com os homens destes 4 signos. Eles têm um charme irresistível!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.