Adulto

Mãe paga silicone nos seios para filha lucrar no OnlyFans: “Ela tem orgulho do que faço para viver”

Foto: Instagram
capa site Mãe paga silicone nos seios para filha lucrar no OnlyFans Ela tem orgulho do que faço para viver

A canadense tinha tentado vários empregos para ajudar a mãe, que estava com artrite, mas não tinha conseguido ganhar dinheiro suficiente.

Os sites “adultos” têm ganhado adeptos nos últimos anos, e pessoas comuns conseguem vender conteúdo sensual. Sites como o OnlyFans, criado para a venda de conteúdo exclusivo, conquistam fãs no mundo inteiro com publicações de famosos e anônimos.

Relatos de mulheres e homens que mudaram de vida vendendo fotos e vídeos, conquistando a emancipação financeira, têm vindo à tona na mídia brasileira e internacional, principalmente por conta do grau de surpresa. Esse foi justamente o caso da modelo Sofia Sunshine, que tem conseguido faturar mais de R$ 250 mil por mês no OnlyFans.

Ela atribui esse sucesso à sua mãe. Exatamente! De acordo com reportagem do Daily Star, Samantha, mãe da modelo, pagou uma cirurgia plástica nos seios da filha para que ela pudesse ganhar mais dinheiro na plataforma. A mulher de 63 anos sempre batalhou para cuidar da família, mas descobriu que tinha artrite, o que afetou — e muito — a forma como trabalhava.

Sofia, de 32 anos, revela que tentou todas as profissões imagináveis, tudo para ajudar a tirar a família da miséria, de garçonete a vendedora de carros, inúmeras funções que nunca lhe renderam dinheiro suficiente para ajudar quem tanto ama. Então a canadense decidiu se cadastrar no OnlyFans, mas por causa de uma pancreatite, perdeu muito peso, assim como seus seios “desapareceram”.

2 Mãe paga silicone nos seios para filha lucrar no OnlyFans Ela tem orgulho do que faço para viver

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @x.sofiasunshine

Sem confiança para continuar publicando o conteúdo, Sofia explica que não tinha mais coragem de produzir e entregar o conteúdo adulto na plataforma. Como sempre gostou de ter seios grandes, já que isso fazia com que recebesse atenção, sentia-se sensual e confortável para produzir fotos e vídeos sensuais.

Deprimida e usando o resto do dinheiro, a jovem passou oito meses distante do OnlyFans, então Samantha resolveu intervir. Sabendo que a filha produzia conteúdo adulto, disse que lhe pagaria um implante de silicone nos seios, assim se sentiria mais confortável para voltar a ganhar dinheiro.

Samantha conta que gastou mais de R$ 50 mil na cirurgia, mas se sente feliz, principalmente porque a filha afirma que finalmente se sente ela mesma. A jovem chegou a literalmente se emocionar quando viu que tinha recebido os implantes que tanto queria, e como a mãe sempre amou muito a filha — e sua felicidade era prioridade —, nem sequer pensou duas vezes.

3 Mãe paga silicone nos seios para filha lucrar no OnlyFans Ela tem orgulho do que faço para viver

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @x.sofiasunshine

Pandemia

Assim que a pandemia do novo coronavírus começou, Sofia decidiu colocar a própria mãe na produção de seu conteúdo, e revela que o público gosta de saber dessa proximidade das duas. “Eu não me importo que ela seja uma profissional do sexo. Eu amo minha filha além da medida e a única coisa que quero para ela neste mundo é saúde e felicidade. Assistir à luta dela com problemas de confiança e corpo foi de partir o coração”, disse Samantha.

4 Mãe paga silicone nos seios para filha lucrar no OnlyFans Ela tem orgulho do que faço para viver

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @x.sofiasunshine

Sofia garante que ela e a mãe nunca mais terão de viver na miséria, explicando que ganha o suficiente para manter as duas muito bem instaladas. A jovem ainda conta que fazer doações de parte dos lucros para instituições de caridade também é algo importante. Roupas para crianças e alimentos para animais que vivem em abrigos são suas prioridades.

A cumplicidade de Samantha e Sofia causa estranheza a alguns usuários, ultrapassando os limites da relação de mãe e filha, como alguém comentou nas publicações. Elas porém reforçam que estão bem e que a forma como escolheram viver lhes propicia a vida que têm.