Notícias

“Mãe preguiçosa” diz que seus filhos fazem as próprias refeições e não vão à escola

Mae preguicosa diz que

Criar filhos não é fácil e, aonde quer que vão, as mães ouvem diversos conselhos sobre a melhor maneira de educá-los. Enquanto alguns pais se preocupam mais e ficam de olho em tudo o que os filhos fazem, outros preferem uma abordagem descontraída, ao deixar que eles cometam seus próprios erros. A norte-americana e mãe de três, Amanda Melrose, 41, causou alvoroço nas redes sociais por dar muita independêcia aos pequenos.

Amanda, que tem Peyton, 6 anos, e os gêmeos Willa e Trey, 18 meses, usa seu canal no YouTube — Eu sou uma mãe preguiçosa e não estou envergonhada’ — para explicar por que ela adota uma abordagem “sem intervenção” e deixa seus filhos fazerem o que quiserem. Ela também compartilha suas percepções em seu blog, Twenty Tiny Toes: “Paternidade preguiçosa não é necessariamente uma coisa ruim”, diz.

Segundo ela, o método incentiva os filhos a pensarem com mais liberdade e a aprender como ser independentes. Em seus vários posts, ela explica como Peyton a ajuda nas tarefas domésticas. “Sou muito preguiçosa para fazer tudo sozinha. Agora que ela tem 6 anos e meio, ela está aprendendo a preparar algumas de suas próprias refeições”, afirmou. Se Peyton faz uma bagunça, ela limpa sozinha. “Somos uma família, somos um time. Não é só mamãe ter que cuidar de toda a família enquanto as crianças enlouquecem. Também espero ajuda em casa quando as crianças tiverem idade suficiente, então, agora que minha filha tem 6 anos e meio, ela certamente pode fazer coisas por si mesma”, afirmou.

Outra prática pouco ortodoxa na casa de Amanda é a falta de horário. Seus filhos vão dormir e acordam quando querem e comem quando estão com fome, pois ela não quer impor uma agenda à família. Se os gêmeos acordam durante a noite, ela não os acalma até voltarem a pegar no sono. Em vez disso, ela os coloca em sua cama, onde eles finalmente cochilam. Amanda também tem uma abordagem diferente para o desfralde. Ela prefere esperar até que as crianças demonstrem interesse em tirar as fraldas. Por exemplo, Peyton fez isso aos 3 anos.

0 blp chp aq 10440

Direitos autorais: Reprodução/Mirror.

Uma das regras mais controversas de Amanda é a chamada “desescolarização” — o que significa que a menina não vai para a escola. Ela fica em casa e aprende em um ambiente “dirigido por crianças”. Então, em vez das aulas tradicionais, Amanda leva Peyton a museus e outros passeios e diz que, assim eles aprendem “o dia todo”.

A abordagem de Amanda sobre a criação de filhos não passou sem críticas. Em sua página do TikTok, ela compartilhou um vídeo em que seus gêmeos são vistos brigando e ela não intervém para impedir a confusão. Depois, ela argumenta que faz isso para que as crianças possam “resolver sozinhas”. Ela também diz que consegue evitar os acessos de raiva dos filhos, dando-lhes tudo o que eles querem e evitando dizer “não” a qualquer uma de suas exigências, alegando que isso torna sua vida um pouco mais fácil.

0 blp chp aq 10445

Direitos autorais: Reprodução/Mirror.

Cientistas tornam a água do mar potável em apenas 30 minutos graças à luz solar

Artigo Anterior

Trapaceiro é pego com dispositivo dentro de máscara em concurso da polícia

Próximo artigo