Comportamento

Mãe publica vídeo dando “selinhos” na filha e gera polêmica: “Não beije sua filha assim”

A atitude da mãe gerou um debate acerca desse hábito. Confira!



O vínculo de mães e filhas é único e só pode ser compreendido por quem vive essa experiência. O amor, a cumplicidade e a união que as guia desde o ventre são muito fortes e se desenvolvem com o tempo, tornando a sua relação uma das mais poderosas que conhecerão.

É muito comum mães e filhas desenvolverem maneiras particulares de demonstrar amor e carinho uma com a outra, e uma dessas maneiras, praticadas por pessoas de todo o mundo, são os selinhos.

Durante a infância, muitas crianças e mães têm o hábito de dar esses beijinhos rápidos umas nas outras. Em muitas famílias, isso é visto como algo normal, sem nenhum tipo de malícia. No entanto, para algumas pessoas, esse é um hábito que não deve ser fortalecido.


Uma mãe australiana causou uma grande polêmica por causa de um vídeo compartilhado no TikTok, mostrando o momento em que ela e sua filha se beijam repetidamente em um trem, em Sydney.

As imagens mostram a criança de pé, em um assento, inclinada em direção à sua mãe. As duas estão com as mãos entrelaçadas e os olhos fechados, num gesto que dura aproximadamente 8 segundos.

A mulher legendou o vídeo com a frase “hora do beijo” e colocou uma música “romântica” ao fundo. Certamente, ela não esperava uma resposta tão negativa dos usuários da rede social.

Segundo o The Sun, uma pessoa escreveu que “não faz sentido” a mãe ter beijado a criança dessa maneira e que “gostaria de ouvir seu raciocínio”. Outra questionou os seus motivos para esse gesto, e ainda houve um usuário que lhe disse para não beijar sua filha assim.


No entanto, outras pessoas vieram em defesa da mãe. Um usuário disse que ela nem estava beijando a criança de fato, outro acrescentou que a mãe apenas fica parada, é a criança quem lhe dá os selinhos.

A polêmica foi tanta que a mulher optou por desativar a rede social. Embora cada um tenha uma opinião sobre o assunto, também é importante saber o que os profissionais pensam acerca desse gesto reproduzido em tantas famílias.

Ouvida pela Revista Crescer, Nanda Perim, psicóloga e educadora parental disse que, embora muitos pais vejam os selinhos como algo inocente, eles podem causar algumas confusões nos pequenos.

Segundo ela, o beijo na boca é erotizado em nossa cultura, e a criança, quando vê seus pais se beijando, “fica confusa, a ponto de associar que a relação deles é a mesma que a sua com eles”.


Além disso, os selinhos nos pais também podem fazer com que as crianças sempre busquem a boca de outras pessoas quando forem beijar, colocando-as em situação de vulnerabilidade, dependendo do contexto.

Ela não indica que os selinhos sejam dados diariamente, mas que não há problema em ser atos ocasionais. Também reforça a importância de que as crianças aprendam que esse hábito só pode ser praticado com os pais, não com estranhos.

Qual sua opinião sobre o tema?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!


Conheça a história do mexicano que fugiu para os EUA, morou na rua e hoje é um neurocirurgião de sucesso!

Artigo Anterior

Menina que teve cabelo afro comparado a “larvas” consegue apoio jurídico e mais de R$100 mil

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.