Comportamento

Mãe recebe ameaças de morte por causa de excursão com alunos para restaurante LGBT

capa Mae recebe ameacas de morte apos excursao com alunos para restaurante LGBT

A excursão foi realizada com o intuito de ensinar o funcionamento de restaurantes às crianças.

Um membro do Conselho Escolar de Broward, na Flórida (EUA), recebeu ameaças de morte por acompanhar uma excursão com alunos a um bar e churrascaria conhecido como ponto de encontro LGBT. Sarah Leonardi postou fotos em suas páginas de mídias sociais mostrando um passeio da Wilton Manors Elementary ao Rosie’s Bar and Grill, e a história se tornou tão grande, que motivou uma investigação do Estado.

Nas imagens postadas, as crianças aparecem sentadas dentro do bar e posando com a placa. Elas viajaram para o restaurante durante o dia, usando máscaras, e só as tiraram na hora comer ao ar livre, de acordo com todas as normas da escola. Segundo a CBS Miami, uma mãe afirma que o proprietário do Rosie’s Bar and Grill é fantástico, que suas garotas adoram o lugar, e ao que tudo indica, outro grupo de crianças da vizinha Wilton Manors Elementary também.

A excursão ao Rosie’s acontece há anos com o objetivo de ensinar às crianças sobre o funcionamento dos restaurantes e empresas locais. Apesar de o bar ser conhecido por ter um menu fazendo referências à cultura LGBT, como o nome de algumas divas do pop e drag queens, as crianças recebem um cardápio especial e apropriado para sua idade, com opções de hambúrgueres, frango empanado e sanduíches de queijo grelhado.

Sarah, por uma postagem em seu Twitter, demonstrando o quanto ela estava “honrada” por se juntar às crianças curiosas, os ataques começaram a acontecer. A CBS Miami conta que um grupo de mães antimáscara e defensoras dos direitos dos pais, começaram a reclamar, então, logo em seguida, fizeram ameaças de morte à Sarah, ao Conselho Escolar de Broward e ao dono do Rosie’s Bar & Grill.

Ela conta ao Insider que o abuso é um “microcosmo” do que está acontecendo em todo o país, e alguns que ela tem enfrentado até fazem referência à teoria racial crítica, que tem sido um tópico levantado em reuniões indisciplinadas do conselho escolar em todo o país e que não tem nada a ver com a viagem de campo.

2 Mae recebe ameacas de morte apos excursao com alunos para restaurante LGBT

Direitos autorais: reprodução twitter/ @bcpsleonardi

O dono do restaurante, John Zieba, conta que também recebeu e-mails horríveis, que as pessoas estavam congestionando as linhas telefônicas o dia todo com diversos comentários desagradáveis, incluindo xingamentos à equipe e nas redes sociais. Mas houve pessoas que também defenderam a excursão nos comentários da postagem, afirmando que não viram nada de ofensivo no passeio, já que as crianças não tiveram acesso ao menu adulto, e que a história seria diferente se fosse em um clube de strip com palco e canos.

A presidente do Sindicato de Professores do Broward, Anna Fusco, também se manifestou, dizendo que não se deve atacar as pessoas e fazer ameaças de morte por elas terem um estilo de vida diferente e que os outros podem não gostar ou não querer aceitar, mas não se “esmagam as pessoas”.

O conselho escolar de Broward defendeu a excursão, dizendo que o bar não estava aberto ao público enquanto os alunos estavam presentes e, quando foi aberto, todos os alunos passaram para um local separado para fazer suas refeições. Que eles aprenderam sobre todos os tipos de trabalho que envolvem administração de um restaurante, como também a agir como clientes ao pagar por uma refeição e deixar gorjeta pelo serviço que receberam, disse o distrito em um comunicado.

Sarah disse que não sabe ao certo quando os conselhos escolares verão o fim dos comportamentos abusivos. “Eu só me preocupo com o futuro da educação pública no país”, disse ela ao Insider.