Pessoas inspiradoras

Mãe solo faz tranças de graça em crianças cujos pais não podem pagar pelo serviço

capamae solo faz trancas de graca em criancas cujos pais nao podem pagar pelo servico
Comente!

Inspirada pela empatia e desejo de ajudar a comunidade, essa mãe iniciou uma atividade incrível!

Brittany Starks sabe muito bem como é criar os filhos com poucos recursos e pouca ajuda. Mãe solo, ela enfrentou dificuldades, como falta de moradia, desemprego, depressão e a criação de uma criança doente, tudo apenas nos últimos anos.

Em 2017, quando perdeu sua casa, Starks foi invadida pela desesperança, que quase a levou a tirar a própria vida. No entanto, dois anos depois, quando quase foi vítima de um acidente de carro, ela colocou a cabeça no lugar e resolveu que guiaria sua vida neste mundo com a missão de espalhar a bondade de todas as maneiras que pudesse, e encontrou uma oportunidade inédita de realizar seu projeto quando recebeu uma grande ajuda.

No verão de 2021, Starks estava sem dinheiro para comprar materiais escolares para seus filhos, mas foi surpreendida por um grande amigo de sua família, que a presenteou com os itens. Motivada a fazer com que outros pais em dificuldade se sentissem da mesma maneira, ela criou a própria corrente do bem.

Dando vazão a uma grande paixão, a mãe solo começou a fazer tranças gratuitamente para filhos de pais em dificuldade, para que os pequenos fossem à aula felizes e confiantes.

Seu projeto começou com uma publicação no Facebook, e hoje tem ajudado a melhorar a autoestima de mais de 35 crianças, bem como levar conforto ao coração de muitos pais e mães que podem se sentir desamparados.

Ouvida pela CNN, Brittany contou que queria ajudar pais como ela, que usam seu dinheiro para alimentar os filhos e garantir que eles tenham um teto sobre suas cabeças. Não demorou muito até que a iniciativa da mãe chegasse a muitas pessoas, fazendo com que ela precisasse da ajuda de outros profissionais para atender à sua demanda.

2mae solo faz trancas de graca em criancas cujos pais nao podem pagar pelo servico

Direitos autorais: Arquivo pessoal

Cada atendimento da trancista demora de quatro a seis horas, e ela costuma ir aos seus clientes, criando os penteados em suas casas, em uma igreja local e em lojas de tranças.

Starks também enfeita os cabelos com miçangas, joias, mechas coloridas, tudo para que os pequenos se sintam preparados para estudar da melhor maneira possível.

Apesar de as tranças serem uma paixão antiga, a mãe confessou que sua parte preferida desse trabalho é ver como um penteado diferente é capaz de afetar a personalidade de uma criança. O sorriso dos pequenos ao ter sua aparência transformada é o que a motiva a continuar se dedicando a trançar cabelos, mesmo que muitas vezes sacrifique horas de sono.

Atualmente, ela conta com uma equipe de profissionais que a ajudam a realizar ainda mais boas ações para as crianças que precisam de um pouco de alegria e ânimo.

3mae solo faz trancas de graca em criancas cujos pais nao podem pagar pelo servico

Direitos autorais: Arquivo pessoal

No começo, era a mãe solo quem bancava os custos do seu projeto, mas como não tem muitos recursos financeiros, lançou uma vaquinha online para cobrir os gastos. A meta era arrecadar US$ 15 mil, mas as doações já beiram mais de R$ 237 mil.

Brittany, que compartilha muito de seu projeto no Instagram, declarou que, sendo uma mãe solo, que enfrentou muitas lutas semelhantes às dos outros pais, compreende muito bem como eles estão se sentindo, e acrescentou que, se puder ajudá-los de alguma maneira, ainda que seja apenas colocando um sorriso em seus rostos e aliviando o seu fardo, ela o fará.

Que iniciativa maravilhosa e cheia de amor! Que ela seja muito bem-sucedida em seu projeto e consiga ajudar muito mais crianças!

Comente!

Flávio diz que Bolsonaro é “vítima do ódio de mal amados hipócritas”

Artigo Anterior

Melhores do Ano: web detona vitória de Juliette sobre Ary Fontoura

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.