Mais um ano que se inicia e sempre temos a impressão que está tudo igual…

Mais um ano que se inicia e sempre temos a impressão de que está tudo igual: os planos, as metas a cumprir, as esperanças, o desejo que os sonhos se tornem realidade, as orações, viagens, férias, fé no que virá.



Será? Tudo sempre muda, tudo sempre está diferente, embora, muitas vezes, não pareça. Vejo pessoas reflexivas em todo início de ano, como se tivessem dessa vez algum plano para a plena felicidade, mas esse sentimento já vive dentro de todos o ano inteiro, só à espera de ser reconhecido e considerado todos os dias.

Esse frenesi, essa correria nas ruas, todo o repertório de palavras educadas e amáveis é um fenômeno repetitivo, mas, mesmo assim, interessante, porque as pessoas nessa época reparam mais umas nas outras, são mais amorosas. Eu até entendo esse fenômeno antigo, que tem um único motivo: falta administrar melhor o tempo. Falta tempo para pensar, para falar e se entregar, falta tempo para amar.

Durante o ano todo, as palavras fazem parte do contexto exigido, seja no trabalho, no lazer, até no prazer, todos falam com medo de se arrepender, de não serem aceitos pela maioria, pela tribo atual.

Querem recibo e garantia de vitória, todos têm muito medo de se expor, de transmitir calor humano, um medo insano do simples cotidiano. Levamos para o outro ano nossas aflições, que se bem observadas, na calma e no silêncio, serão vistas apenas como tempestades que servem para lavar a alma e praticarmos o desapego.


Somos apegados ao medo dos desafios, medo dos problemas, emaranhamo-nos em dilemas sobre o que fazer, o que não praticar, o que não guardar, na casa e no coração, nossa morada também. Os problemas não se despedem e caminham para longe de nós, com uma trouxa nas costas no início de um novo ano, mas a maneira como você os encara, pode sim estar de partida.

Tudo pode mudar em um segundo, você pode mudar sua vida, basta você decidir. Queira com vontade durante todo o ano!

Arrume seu armário, gavetas, doe o que não usa mais, e nem adianta dar a desculpa de que um dia pode querer usar; coisas paradas, sem uso, não movimentam a energia e o fluxo positivo do universo. Além disso, reflita, pense se alguma ou muitas injustiças você cometeu (todos somos falhos por esquecermos de nossa natureza conectada com o divino) com alguém ou em alguma situação. Se possível, peça sinceras desculpas a quem você magoou, se não for possível, não fale nada, mas faça um gesto amistoso, de aproximação. Muitas vezes, o outro só está esperando isso para se reconciliar com você. Dê o primeiro passo com coragem, porque a estrada ficará mais iluminada, movimentada e seu olhar mais aguçado, sendo capaz de se desviar com mais facilidade dos tropeços no caminho, para errar menos, avançar e progredir mais.

Não sinta culpa por nada do que passou, seja o que for que tenha acontecido, naquele momento, você não conseguiu agir diferente. Vá em frente!


Que bom é saber que podemos sempre aprender e reescrever nossa história. Aproveite e apague de sua memória tudo o que lhe faz mal. 

O termômetro sempre deve ser seu coração. Se você se sente feliz é porque está no caminho certo, se não, é porque está na contramão. 

Liberte-se de padrões impostos, liberte-se de todas as falas que um dia chegaram aos seus ouvidos dizendo que você não seria nada, não seria ninguém, não teria vintém. Você é alguém muito importante para você, para mim, para os outros, para a existência e merece ter tudo, porque está tudo à sua disposição no mundo, basta você ter uma fé perfeita, sem duvidar. Se possível, dedique dez minutos do seu dia para relaxar e fazer imagens mentais daquilo que você deseja conseguir.

Sonhe sonhos quase impossíveis, porque o universo é generoso e retribuirá sua coragem em acreditar.

Mentalize, ouse, tenha atitudes de confiança na vida e no bem, porque a alegria não dói, a felicidade não machuca e, no fim de tudo, você lucra, lucramos todos, a salvo dos enganos, dos mandos e desmandos de um falso ego coletivo.

Seja verdadeiro, seja sempre você. Que cada um continue com suas opções, com suas decisões em prol do bem, seu e comum a todos, que a ética possa nortear nossas ações, mas com uma nova ótica. Mude seu enfoque e seu olhar sobre as coisas e sobre as pessoas e tudo como consequência infalível, mudará a sua volta.

Que o amor venha para ficar nesse novo ano, em cada quina, em cada esquina, em cada canção e que desfaça qualquer aparência de mal, porque no universo só existe a perfeição.

Que haja perdão, menos solidão e que todos os pecados sejam perdoados, porque, com amor, serão sagrados.

A vida é um milagre diário, o ano todo, o tempo inteiro, que todos possam perceber que há muito a ganhar e pouco ou nada a perder.

Tenho apenas mais uma coisa a dizer:

Feliz Ano Novo!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.