Maktub: o amor estava escrito



O amor tem realmente o dom de inspirar sentimento onde não se imagina. Do que parece ser acaso, o amor faz destino. Escreve certo por linhas indecifráveis, anota nas estrelas, cria um céu e chove sentimentos sobre nós, como o autor de histórias que ele realmente é.

Não se sabe ao certo de onde os amores surgem, pois a maioria deles já teve ares de improvável. As diferenças entre duas pessoas podem levar a crer que pertencem a mundos diferentes, cada um imerso numa realidade totalmente particular. O amor chega justamente para ser uma ponte, propensa a ligar esses dois mundos e promover uma procura por afinidades, que será um tratado de aproximação entre os futuros amantes.

Mas o amor é sentimento indomável e a gente nunca adivinha de quem vai gostar. Talvez, com um pouco de sorte e bem lá no fundo, dê para sentir que há alguma coisa diferente no ar. Mas saber, não. Ninguém sabe, a gente não tem o poder de prever esse destino delicioso.

Um pouco de aproximação é o bastante para trazer à tona as verdadeiras intenções de dois corações que pretendem dividir um amor. Eles deixam tudo para trás, anulam as incertezas e arriscam tudo, apostam tudo, transformam tudo.

A beleza de um amor também está nos inesperados, na surpresa de um encontro que, a princípio parece ser só mais um, mas que vai mudar o rumo de uma vida inteira. E quando essa mudança se instala, vê-se o mundo ganhando cor, olhos ganhando vida, sorrisos aparecendo sem grandes motivos aparentes. Com amor, a vida vira arco-íris de cores vibrantes, preto e branco deixados de lado. De um encontro faz-se um futuro, construído com muitos sonhos, abraços e carinho.

Nas linhas traçadas também há dúvidas, porque o amor não é uma certeza absoluta. Foram grafadas porque amor também gera questionamentos, mas a vontade de permanecer juntos, faz os corações dissolverem todas essas dúvidas. Não se pode ter mais perguntas que respostas, eis o segredo. E o tempo responde a tudo, se houver cautela e paciência para esperar as respostas chegarem.



O amor é sentimento livre, emoção forte, experiência inesquecível. Entregar-se ao amor é coisa para os corajosos, que não têm medo de se dividir para se acrescentar.

Um sentimento que surge aparentemente do nada, inexplicável e com ares de que tinha mesmo que acontecer. Era para ser, pura e simplesmente, e ninguém já não é mais o mesmo depois dele. Passagem de ida e volta, mão dupla, reflexo, amor correspondido. Pode haver surpresa melhor que essa?

O amor estava escrito, afinal. Um destino feito de linhas felizes, escritas sob luta e com vontade de fazer dar certo.

E o que mais se espera dessas páginas, é que nelas não esteja escrito fim, com a sorte de ter um amor infinito como destino final.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / amoryeko






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.