Comportamento

Marca fabrica perfume fora de linha para mãe voltar a “sentir o cheiro” que filho adorava

O filho de Wanda morreu em março, vítima da covid-19, e ela passou a se apegar às coisas de que ele gostava, como o perfume que usava quando ele a visitava.



A perda é um doloroso processo, que deixa familiares e amigos enlutados por período indeterminado. Cada indivíduo leva um tempo diferente para compreender a morte e o que a ausência daquele ente querido significa. Mas a perda de um filho é uma ferida que dificilmente se cicatriza, já que rompe com a lógica do tempo.

Nenhuma mãe deseja ver um filho falecer, todas esperam o oposto, vivendo o máximo possível para acompanhar as conquistas daqueles que elas geraram. Dona Wanda sentiu – e sente – essa dor, já que perdeu o filho em março deste ano para a covid-19. A artista de 76 anos foi flagrada por familiares abraçada a um frasco quase vazio de perfume.

Segundo reportagem da Glamour, o perfume era o preferido do filho, e ela o usava apenas quando ele ia visitá-la, sempre dizendo que aquela essência tinha “cheiro de mãe”. Para ajudar a sogra da irmã, Karyne Leão decidiu ir à página da empresa pedir ajuda naquele momento tão delicado, pois havia decidido comprar alguns frascos do perfume, mas tinha descoberto que estava fora de fabricação.


Ela explica que tinha a difícil tarefa de recolher os pertences de seu cunhado Alexandre Terra, deixando sua irmã viúva e sua sobrinha de 15 anos sem a figura paterna. Ela encontrou Wanda aos prantos, abraçada a um frasco de perfume da marca O Boticário, com menos de um dedo de líquido.

Quase sem conseguir falar, Wanda disse que aquele perfume era o favorito de Alexandre, que usava quando ia à sua casa, porque ele tinha “cheiro de mãe”.

O momento foi tão emocionante que, segundo Karyne, era visível a dor da perda do filho e totalmente compreensível o apego de dona Wanda àquele frasco.


Direitos autorais: reprodução/Instagram.

Karyne decidiu, no Instagram da marca, pedir encarecidamente que voltasse a fabricar aquele perfume, mesmo em edição limitada, para que uma mãe pudesse sentir novamente o cheiro de que o filho falecido na tragédia na pandemia tanto gostava.

A resposta não demorou, Miguel Krigsner, fundador da empresa, decidiu produzir algumas unidades da fragrância especialmente para Wanda.


Direitos autorais: arquivo pessoal.

Miguel ainda revelou que o perfume “Anette” foi criado em homenagem à sua primeira filha, assim que nasceu, como forma de homenageá-la. Karyne explicou que os frascos, ainda em produção, logo vão chegar à casa de dona Wanda.

Direitos autorais: reprodução O Boticário.


Nas redes sociais os internautas também se emocionaram com o caso e publicaram várias mensagens, explicando quão sensível era aquele momento, parabenizando a empresa por ser tão delicada com Wanda.

O que você achou deste caso?

Comente abaixo e compartilhe-o nas suas redes sociais!


Ginasta olímpica e modelo: jovem com síndrome de Down inspira todos a correrem atrás dos seus sonhos!

Artigo Anterior

Padrasto sempre visita túmulo do pai de seus enteados com eles: “É uma maneira de curar e amar”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.