Notícias

Marcelo em Pantanal, ator confessa paixão por Julia Dalavia: “Santo bateu”

Foto: Instagram
marcelo 1

Desde a primeira vez que encontrou Julia Dalavia, a Guta de Pantanal, Lucas Leto ficou encantado. O ator viu a colega ainda antes das gravações e já estava empolgado com a perspectiva de conhecê-la. Com uma boa dose de conversa e “olho no olho”, o intérprete de Marcelo percebeu, de cara, que estava conectado com a jovem. As sequências íntimas na novela das nove da Globo só comprovaram isso. “Nosso santo bateu”, contou.

“Desenvolvi um carinho muito rápido pela Julia. As cenas que gravamos foram de toque e troca íntima. Isso só foi possível porque tivemos uma preparação muito natural. Eu sou apaixonado por ela”, admitiu ele em entrevista.

O ator, no entanto, se esquivou de dar detalhes das cenas de pegação. Só revelou que a atração sexual que liga os personagens do folhetim ultrapassará todas as convenções –inclusive a ideia de que são irmãos. O suposto laço de parentesco –que, mais tarde, se mostrará mentiroso– não impedirá os dois de se envolverem, longe dos olhos de Tenório (Murilo Benício).

“Não posso falar muito sobre o incesto, porque não quero dar spoiler [risos]. O que posso dizer agora é que Marcelo e Guta se amam e será difícil resistir à tentação”, desconversou.

Screenshot 12 5

Direitos Autorais: Reprodução/TV Globo

O envolvimento será tão intenso que a mocinha ficará grávida. O personagem de Murilo Benício quase cairá duro quando descobrir o fruto da “relação incestuosa”. Só mais tarde Zuleica (Aline Borges) contará a verdade sobre o primogênito. O rapaz é fruto de um estupro, e não da relação com Tenório.

Além de todo este contexto, o ator novato tem outro desafio. Toda a família de Zuleica encarna a consciência racial no folhetim. Bruno Luperi modificou o núcleo para buscar representatividade e debater o racismo –na primeira versão do folhetim, exibida em 1990, todos os personagens eram brancos.

“É um desafio como ator iniciante na TV olhar com sensibilidade para todas as pautas importantes que permeiam a vida de Marcelo. Deixo as ideologias do Lucas de fora das leituras quando estudo o mundo do personagem, mas me sinto pronto para a grande responsabilidade que é fazer um clássico como ‘Pantanal’”, afirmou o baiano de 23 anos, que só fez um teste para o papel.

O racismo também servirá como justificativa para a rejeição do pai. Em cenas que irão ao ar nesta segunda (20), Marcelo levantará a hipótese de que o pai não os assume por serem pretos. O grileiro, racista como é, não largaria uma família branca –composta por Guta e Bruaca (Isabel Teixeira)– pela mulher e filhos paulistanos.

Escrita por Benedito Ruy Barbosa, a novela Pantanal foi exibida em 1990 pela extinta Manchete (1983-1999). O remake da Globo é adaptado por Bruno Luperi, neto do autor.

0 %