Notícias

Maria Marruá volta para “devorar” José Lucas por assédio sexual em Pantanal

Foto: Divulgação
maria

Ao “encantar” em onça, Maria Marruá (Juliana Paes) ganhou todas as garras necessárias para proteger Juma (Alanis Guillen) em Pantanal. Ela tem lá suas dificuldades para disfarçar os esturros, mas consegue dominar muito bem a boca, sedenta para devorar quem ameaçar a mocinha. José Lucas (Irandhir Santos), que tentará agarrar a jovem à força, terá de lutar contra a fúria do bicho na novela das nove da Globo.

O peão cometerá o abuso nojento em cenas que irão ao ar no próximo dia 8, após o boiadeiro visitar Juma por várias vezes – contrariando as ordens expressas do irmão caçula. Jove (Jesuita Barbosa), de posse apenas de sua carranca habitual e uma sequência de vociferações pouco contundentes, proibiu os funcionários de sequer se aproximarem da tapera.

Mas o primogênito de José Leôncio (Marcos Palmeira) não deu a mínima. As ameaças e até a briga murcha que teve com o irmão não o afetaram. Jove, porém, não é nada perto da verdadeira protetora de Juma. Maria Marruá, afinal, não teve nenhuma cerimônia ao despejar seu bafo de onça bem na fuça do forasteiro.

Naquela ocasião, ele apenas pretendia deixar Juma em segurança na tapera. Ou, pelo menos, foi o que disse na época. Com o faro apurado, a mulher-onça conseguiu sentir as más intenções do rapaz desde o primeiro momento. Se não fosse o Velho do Rio (Osmar Prado), a carne do primogênito de José Leôncio (Marcos Palmeira) já teria dado trabalho ao estômago do animal selvagem.

Screenshot 103

Direitos Autorais: Reprodução/TV Globo

Teimoso, o rapaz decidirá tentar a sorte mais uma vez. Nem a intriga que implantou na família, nem os sentimentos conflitantes que sente por Irma (Camila Morgado) e muito menos os esturros da onça serão o suficiente para fazer o ex-caminhoneiro tomar consciência de sua atitude.

Em uma nova visita, o podre partirá para a cima da mulher sem dó. Herdeira dos instintos selvagens da mãe, Juma saberá bem se defender. Ela, afinal, já mastigou a orelha de um homem em situação bastante semelhante. Ainda assim, a matriarca quase usará os ossos do cunhado da filha como palito de dente.

Mais uma vez, o crápula contará com a ajuda do avô e se livrará da onça. O Velho do Rio, porém, será bastante claro: ele não suportará mais situações como aquela, oriundas de um neto ou não.

Escrita por Benedito Ruy Barbosa, a novela Pantanal foi exibida em 1990 pela extinta Manchete (1983-1999). O remake da Globo é adaptado por Bruno Luperi, neto do autor.