Comportamento

Maria Padilha abre mão da carreira por amor!

Foto: Divulgação
Capa facebook Maria Padilha abriu mao do auge da carreira por amor

A atriz deixou de lado a carreira para cuidar de sua família e iniciar o processo de adoção do filho!

Cada etapa da vida exige das pessoas certo tempo e dedicação. A correria da vida adulta é comum, principalmente quando a profissão demanda muito tempo ou quando as pessoas se tornam pais e mães, visto que um bebê precisa de cuidados 24 horas.

A querida atriz brasileira Maria Padilha, muito conhecida por “Dinorá”, na novela “O cravo e a rosa” (2000), é um exemplo claro de mulher que se compromete por inteiro, afinal a atriz abriu mão da carreira — no auge, diga-se de passagem —, e por quê? Por amor à família. Com inúmeros personagens icônicos, a atriz participou de grandes produções brasileiras, como Hilda Moraes, na novela “Mulheres apaixonadas” e Diva Celeste, na novela “Lado a lado”.

Segundo a TV Globo, Maria Padilha começou a estudar desenho industrial na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), inclusive foi aluna do escritor e jornalista Zuenir Ventura. Na época, o professor aconselhou Maria a estudar teatro, pois percebeu que o desenho não era sua verdadeira vocação. Coincidência ou não, a aluna já tinha feito aulas de teatro, inclusive na mesma sala da também atriz Louise Cardoso, assim voltou a estudar a milenar arte cênica no Teatro dos Quatro.

Imagem 1 Maria Padilha abriu mao do auge da carreira por amor

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @mpadilhareal

A novela “Água vida”, nos anos 1980, foi a primeira de tantas produções, que somam 24 somente na TV Globo, também acumula prêmios, principalmente no teatro, com “Melhor Atriz Revelação” (1980), e o disputado Prêmio Shell.

Imagem 2 Maria Padilha abriu mao do auge da carreira por amor

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @mpadilhareal

A artista também se destacou no cinema, com produções como “Praça Saens Peña”, “Histórias de Alice” e “Zoando na TV”. No filme “Praça Saens Peña”, levou o Troféu Calunga do Cine PE (festival audiovisual), como melhor atriz, além de ter sido indicada como melhor atriz para o Prêmio ACIE de Cinema.

Imagem 3 Maria Padilha abriu mao do auge da carreira por amor

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @mpadilhareal

No auge da carreira, porém, recusou diversos trabalhos por amor à família. A irmã de Maria Padilha ficou doente assim que ela encerrou as gravações de “Mulheres Apaixonadas”, e a atriz ficou muito abalada. Depois a artista deu início ao processo de adoção do filho, pois sonhava em ser mãe e estava certa de que isso ficava cada vez mais distante de sua realidade.

Por ter receio se a adoção daria certo ou não, bem como ter uma família para cuidar, a atriz resolveu se dedicar apenas à sua família, deixando de lado a própria carreira. O processo de adoção foi demorado, ocupando longos dois anos da vida de Maria Padilha para que enfim adotasse Manoel, atualmente com 9 anos. 

A maternidade foi um dos motivos pelos quais a atriz negou convites para atuar por um tempo, pois. Segundo Ana Maria, ela tinha medo de estar no meio de uma novela e conseguir completar a adoção, assim, quando parou de trabalhar, em 2012, Manoel chegou, com apenas 5 meses de vida, enquanto “Lado a lado” estava no ar.

Imagem 4 Maria Padilha abriu mao do auge da carreira por amor

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @mpadilhareal

Filho adotivo

Com a adoção de Manoel, a atriz se sente completa e realizada. Para a revista Quem, Maria Padilha falou um pouco sobre a personalidade do filho. Manoel é descrito por ela como um rapaz sensível, com ótimo senso de humor, muito sociável, gosta de praticar paddle surf e de ir à praia, mas como qualquer outra criança da sua idade, também tem suas questões.