O Segredo

Marília Mendonça pode virar nome de rodovias em Goiás; saiba onde fica

cpMarillia

A cantora Marília Mendonça, morta aos 26 anos em acidente aéreo no início deste mês, pode virar nome de rodovias em Goiás. Proposta que tramita na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) pretende batizar com o nome da artista o caminho que vai de Cristianópolis, no sul do estado, cidade natal a cantora, a Catalão, no sudeste goiano. A estrada incluiu trechos da GO-020 e da GO-330.



O deputado estadual Lissauer Vieira (PSB), presidente da Casa, e o líder do governo, Bruno Peixoto (MDB), apresentaram a proposta. Na cidade onde a artista nasceu, a ideia da prefeitura local é dar o nome de Marília Mendonça ao hospital municipal.

O projeto de lei nº8699/21 , que tramita pela Alego, tem como objetivo denominar trechos contínuos da GO-020 e da GO-330, que ligam as cidades de Cristianópolis e Catalão. Trata-se de um importante corredor de deslocamento do estado que liga, por exemplo, Minas Gerais à capital goiana.

Orgulho


Na justificativa da matéria, os deputados ressaltam que a cantora trouxe visibilidade e orgulho para o estado de Goiás, e que suas composições contribuíram para o empoderamento feminino. Os deputados também frisaram que Marília era conhecida por sua simpatia e simplicidade e relembram que, durante a pandemia, a cantora foi exemplo de solidariedade e caridade, ao realizar constantes doações.

De acordo com os parlamentares, a homenagem é um reconhecimento pelas contribuições que a cantora proporcionou ao povo goiano. O texto seguirá para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) para a designação de um relator.

Acidente

O avião com Marília Mendonça e equipe decolou de Goiânia com destino a Caratinga, em Minas, na tarde de 5 de novembro deste ano, uma sexta-feira, onde a cantora se apresentaria. No entanto, já bem próximo à pista de pouso, a aeronave se chocou com uma torre de transmissão elétrica e caiu em uma área de cachoeira.


No avião, com Marília, estavam o tio e assessor Abiceli Silveira Dias Filho, 43 anos; o produtor Henrique Ribeiro, 32; o piloto Geraldo Martins de Medeiros Júnior, 56; e o copiloto Tarciso Pessoa Viana, 37. Todos morreram.

Professora da rede pública acertou tema da redação do Enem em exercício com alunos

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.