Animais

Marinheiros resgatam cadelinha desaparecida havia uma semana. Estava presa em geleira, no Ártico

Os tripulantes russos se empenharam para ajudar Aika, que estava mancando. Ela teve as patas laceradas pelo gelo pontiagudo.



Qualquer cuidador que já tenha perdido seu animal de estimação, mesmo que por alguns minutos, sabe bem como é a sensação de desespero. Imaginar que pode ser atropelado, passar fome, frio e até ser maltratado por outros toma conta de nossos pensamentos. Sabemos que, na maioria das vezes, os pets fogem numa fração de segundos, naquela brecha de tempo em que se abriu o portão.

O cuidado com os bichos de estimação precisam ser redobrados, principalmente quando a família mora em ambiente hostil a eles. Aika, uma samoieda que vivia na vila Mys Kamenniy, na costa ártica da Rússia, passou mais de uma semana fora de casa, ela fugiu dia 21 de maio.

Svetlana Chereshneva, sua dona, explicou ao jornal Tyumenskaya Line que a companheira peluda conseguiu fugir em pouquíssimo tempo, quando se descuidou da porta.


Como a aldeia é pequena, todos se empenharam em procurá-la durante dias mas, a cada momento sem respostas, a família tentava se conformar com a possível morte de Aika. Era temporada de deriva de gelo, o que significa que grandes placas do Ártico estavam se desprendendo do continente, criando imensas rachaduras, que dão direto nas gélidas águas do mar.

Mesmo assim, eles continuaram procurando. Foi quando os marinheiros do navio quebra-gelo Alexander Sannikov encontraram a pequena cachorrinha branca caminhando em direção a um terminal de petróleo no Golfo de Ob. A tripulação registrou o momento em que Aika foi avistada, e é possível ver a peluda abanando o rabo enquanto se aproxima dos integrantes.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Estava mancando, pois suas patas tinham sido laceradas pelo gelo fino e afiado. Os marinheiros imediatamente desceram a rampa do quebra-gelo para que Aika entrasse, e levaram a pequena à aldeia onde morava, para se reunir com sua família.


Todos tiveram uma admirável surpresa quando a samoieda chegou em um hovercraft, uma espécie de veículo de colchão de ar, também chamado de aerobarco ou aerodeslizador. Svetlana disse que Aika passou o primeiro dia em casa apenas dormindo, descansando e se recuperando da aventura de uma semana que havia finalmente terminado.

A partir de então, a cachorrinha recuperou seu bom humor e o apetite, além de não se afastar de seus donos, nem que por poucos minutos. Aparentemente, a peluda está um pouco traumatizada por tudo que passou, mas todos confiam em sua plena recuperação.

Essa não foi a primeira ver que o quebra-gelo Alexander Sannikov salva vidas. Em dezembro de 2020, os tripulantes resgataram dois snowmobilers (condutores de motos feitas para andar na neve, uma mistura de motocicleta e carro), que tinham perdido seus veículos no Golfo de Ob, quando caíram em uma fenda.


Empresário paga mais de R$ 15 milhões para mandar alunos para a universidade: “É minha responsabilidade”

Artigo Anterior

“Filhos são uma bênção, não um fardo.” Pai critica famílias que reclamam do trabalho de criar as crianças

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.