“Mas o que os outros vão pensar de mim?”



“Mas o que os outros vão pensar de mim?” Ouço isso com frequência e, se não ouço, percebo as limitações que são autoimpostas pelo empoderamento que se dá à opinião de outras pessoas sobre si.

Uma das perguntas que faço quando me deparo com essa situação é: “Quem são os outros mesmo?” 

Este parar para analisar quem são estes a quem se dedica tanta importância, reflete bem onde estamos depositando nosso poder e energia. Quem está no comando. E por que este ser humano o desempodera? Onde foi que deixou de ser você mesmo para ser alguém que seja bom aos olhos de terceiros?

A mania de se encaixar nos moldes, dentro da normalidade, medo de ser julgado e condenado castra o ser humano da sua natureza, da sua confiança de ser aquilo que deseja. Ofusca sua luz e, assim, ele tem medo de brilhar.

Ser aquilo que o mundo quer que que você seja é um dos maiores desafios da vida, quando a natureza e espontaneidade vão se perdendo para se sentir pertencido.

O autoconhecimento e empoderamento são análogas, pois só tomamos poder daquilo que conhecemos, e conhecer a si mesmo é ter a possibilidade de ressignificar condicionamentos e crenças limitantes e, nessa quebra de “tijolos”, descobrir um ser incrível, repleto de beleza, talento que o mundo precisa e anseia por esse desabrochar.

Quem você se sente por dentro reflete por fora. Nada é mais bonito que uma alma autêntica e segura de si!

Você pode estar de chinelos e jeans, mas se sua crença sobre você é de um ser incrível, criativo, artístico, belo, amoroso, confiante, será isso que vai refletir nos seus atos e formas de agir.



Se ainda não se sente assim, faça o jogo do faz de conta. Acredite nesses potenciais em você e passe a atuar como gostaria de ser. Num momento, este será você, suas células vão acreditar, sua mente vai acreditar e, então, tudo muda!

Você é uma realização cósmica, não se limite! Tudo muda quando a gente muda. E quanto aos outros, quem são eles mesmo? Uma projeção de você!

Se você vê julgamento, é porque provavelmente se julga. Fica a dica e descubra-se!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/boggy22.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.