Notícias

MC Kevin: Viúva se manifesta após nova testemunha citar envolvidos na morte

Por meio dos stories, no Instagram, a advogada marcou o MC VK, apontado como responsável por incentivar Kevin a mudar de andar e não prestar socorro, e o ironizou pelo relato da nova testemunha ter desmentido sua versão dada à polícia, de que estava no banheiro no momento da queda do funkeiro do quinto andar do hotel, no Rio de Janeiro.



“Sai do banho, MC VK!”, escreveu.

Em seguida, Deolane questionou se o novo depoimento da garota de programa, Bianca Dominguez, só aconteceu após o surgimento da nova testemunha ou recebeu algo de algum interessado para prestar depoimento incompleto na polícia.

Direitos autorais: Reprodução/Instagram


“A ‘mocinha’ só falou a verdade porque apareceu uma testemunha que viu tudo, está óbvio, medo que fala, né? Para de vitimismo! Falso testemunho, omissão de socorro e etc… Olhe lá em ser participante”, disse.

“Conta aí ‘mocinha’ porque mentiu. Eles te ameaçaram? Te prometeram algo? Se vim com toda a verdade, fica legal. Faltou você falar algumas coisas!!!”, completou.

Inconformada com o relato de que MC VK negou ajuda a Kevin quando estava pendurado no parapeito, a viúva do cantor questionou se a atitude não foi de caso pensado para o ‘amigo’ se aproveitar para desfrutar do sucesso do marido no mundo do funk.

O “amigo”: instigação ao suicídio, homicídio “dolo eventual”, omissão de socorro e a famosa inveja. Fora coação a testemunha. Será que tudo isso foi pra desfrutar sozinho?


Ela ainda deixou texto sugerindo que VK e Jhonatas, amigo de Kevin que foi citado pela nova testemunha, combinaram os depoimentos para a polícia com a intenção de conseguirem limpar a barra do outro.

O “amigo 2” será que combinou com o “amigo 1”? Omissão, instigação, homicídio e inveja.

Por fim, a advogada prometeu que irá usar todos os seus recursos para colocar os envolvidos na morte de Kevin na cadeira.

Só não esqueçam, eu não esqueci. Vai ser a melhor assistência de acusação da minha vida. Obrigada, Deus. O Senhor ouviu minhas preces.


Direitos autorais: Reprodução/Instagram

Novo depoimento da morte de MC Kevin

Em entrevista ao “Domingo Espetacular”, da TV Record, Fernando Dimmy Jr, cantor português de 31 anos, contou ter ficado hospedado num hotel em frente ao local onde Kevin e seus amigos estavam e afirmou ter presenciado todo o desenrolar da trágica morte do funkeiro.

Sim, exatamente. Eu confirmo que vi a queda do MC Kevin. Foi uma mera coincidência eu estar no hotel ao lado de MC Kevin. Pois eu não sabia da presença dele naquela cidade [no Rio de Janeiro].


A nova testemunha do caso detalhou que MC VK ouviu pedidos de socorro de Kevin quando estava pendurado no parapeito. Entretanto, não agiu para ajudar o cantor e o acidente aconteceu na sequência.

Sim, eu entendi, porque ele gritou mesmo, que deu para ouvir onde eu estava. Ele disse “me ajuda, me ajuda!”. Então, mesmo assim, o VK parece que estava a incentivar ele para ir para o andar de baixo ou largar. Depois de ter gritado e não ter conseguido ficar apoiado no parapeito da varanda, ele já quando estava a cair, ele [VK] antes deu um chute, como se fosse um chute no parapeito. Ele [Kevin] foi se distanciando um pouco do edifício. Foi aí quando eu dei conta daquilo que estava acontecer, que ele estava realmente a cair, que ninguém estava a ajudar. Eu fui pegar meu celular para ver se dava para apanhar uma parte em que assim eu podia muito bem fazer a publicação disso sem ter de me expor. Então, foi quando eu peguei o celular, foi muito tarde. Nós ouvimos um pequeno estrondo como se fosse um ‘puff”.

“Foi homicídio”

A versão apresentada pela nova testemunha da morte do funkeiro é a mesma que a viúva do cantor tem defendido. No último dia 12 de julho, Deolane Bezerra declarou, em entrevista ao apresentador Sérgio Mallandro, no podcast Papagaio Falante, que a morte do cantor, na sua opinião, foi um homicídio.


“A verdade é que ele foi lá dar uma afogada no ganso. Ele estava bem louco. Bebeu, constou [no laudo] que ele usou droga sintética. Ele não estava em si. O que aconteceu lá, eu não sei, não tenho noção… Só sei que tem três pessoas mentindo. É tudo contraditório. Até o que falaram nos depoimentos e na mídia. Eles se desmentem! (…) Para ser um acidente, não tem que ter maldade. Prefiro ir na linhagem do crime. Um acidente através de uma brincadeira de mau gosto já é maldade. Uma brincadeira sadia, é diferente. Não é brincadeira você estar em um quarto com uma garota de programa e falar ‘Sua mulher chegou aí’ para alguém que está transtornado. Isso não existe. É uma brincadeira que não se cogita”, disse a advogada.

Ashton Kutcher e Mila Kunis revelam que só dão banho nos filhos quando “veem a sujeira”

Artigo Anterior

Comerciante que atraia jacarés com berrante morre após acidente doméstico, em MS

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.