Comportamento

“Me recuso a criar homens desrespeitosos”: mãe joga todos os brinquedos do filho no lixo como punição

Tabatha tomou essa medida depois de dois dias pedindo ao filho de 5 anos para arrumar seu quarto. Resolveu dar uma lição na criança.



A forma como cada família conduz a criação de seus filhos costuma ser palco para muita discussão, porque, enquanto algumas acreditam que as crianças precisam de limites claros e punições condizentes, outras preferem conduzir qualquer situação pelo diálogo, acreditando que a compreensão é o melhor caminho para o aprendizado.

Cada casa tem uma rotina e uma realidade, é impossível pedir que uma mãe solo de duas crianças, que trabalha em tempo integral, crie seus filhos da mesma maneira que uma dona de casa, casada, mãe de três. Os limites e a educação também têm relação com o que o adulto recebeu ao longo da vida e com o que aprendeu; só é possível ensinar quando aquele assunto já foi assimilado.

No TikTok, Tabatha Marie dividiu opiniões ao divulgar um vídeo em que “dava uma lição” no filho de 5 anos. De acordo com a publicação, a mãe já havia pedido inúmeras vezes ao garoto para arrumar seu quarto, mas não teve sucesso. Depois de dois dias, ela decidiu colocar um ponto-final naquela situação, e jogou todos os brinquedos do menino no lixo.


A justificativa de Tabatha é que ela se recusa a “criar homens desrespeitosos”, já que a arrumação não é um trabalho de menina ou uma função exclusiva da mulher.

Toda vez que ela pedia a ele para guardar seus brinquedos, o pequeno lhe respondia que quem teria de guardar era ela. A mãe decidiu, então, que faria isso, mas guardaria os objetos em outro lugar: no lixo.

 


@tabathamarieI hated seeing the look on his face when he seen his room. It hurt me just as much but my babies will not be disrespectful ##parenting ##fyp ##foryoupage

♬ original sound – Tabatha Marie



Nas imagens que Tabatha registrou, é possível vê-la colocando uma grande quantidade de brinquedos em sacos de lixo, e acrescenta que aquele não é um “trabalho da mamãe”. Além disso, ela explica que quando o filho fizer espalhar algo, precisa recolher; quando sujar, deve limpar, e toda vez que vir sua mãe lutando, precisa ter a iniciativa de ajudá-la.

Direitos autorais: reprodução TikTok/@tabathamarie.

Mãe de um menino de 5 anos e um bebê de 1, Tabatha aposta na lição como forma de aprendizado, e acredita que, assim, seus filhos aprendem rapidamente como devem se comportar. Também admitiu que aquela abordagem “extrema” não era simples, mas que estava determinada a ensinar algo mais profundo para o primogênito.


Segundo Tabatha, ela detestou ver a expressão no rosto do filho, quando ele viu o próprio quarto.

Aquilo a machucou, mas ela não quer que os filhos sejam desrespeitosos. Muitos pais acharam a atitude extremamente “cruel”, acreditando que aquilo não seria uma forma de ensinar mas, sim, de apenas punir.

Outros comentários enfatizaram a questão de o quarto ser uma grande bagunça generalizada e que aquilo não era um ambiente propício para uma criança. Alguns usuários defendem que o menino ainda é muito jovem para arrumar o próprio quarto sozinho, e que ela deveria ajudá-lo, mostrando como se faz.


Direitos autorais: reprodução TikTok/@tabathamarie.

Mas ela não teve apenas comentários negativos. Algumas pessoas apoiaram totalmente sua atitude, e apostam nessa forma como um jeito eficaz de ensinar algo maior para os filhos. Quem concordou com a abordagem “dura” de Tabatha afirmou que esse tipo de criação faz com que os filhos respeitem os outros, e que quem não faz isso tem filhos folgados.

O que você acha dessa abordagem? Concorda com Tabatha?


Comente abaixo e compartilhe este texto nas suas redes sociais!

Médico já devolveu a visão de mais de 100 mil pessoas humildes em procedimento gratuito!

Artigo Anterior

Professor obriga aluna a vendar os olhos durante aula on-line: “Quero ver se você realmente estudou”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.