Comportamento

Bebê gerado pela tia, para irmã que não pode ter filho, nasce “lindo e saudável”

Para realizar o sonho da maternidade da irmã, ela decidiu gerar o próprio sobrinho. Uma história de muito amor e união!



Ter um filho é o sonho de muitos casais. Eternizar o seu amor na forma de uma criança, construir uma família com quem compartilhar a vida e criar uma história de muita felicidade são os objetivos que muitos desejam conquistar. No entanto, muitas vezes, isso não é tão simples.

Solana Guimarães e o marido são alguns dos casais que passaram por grandes dificuldades para aumentar a família. Em uma matéria do G1, foi contado que o casal começou os tratamentos para engravidar em 2012, um ano depois do casamento.

Ambos procuraram clínicas de fertilização em Belo Horizonte e São Paulo, mas sem resultados positivos.


Após várias tentativas frustradas, descobriu-se que Solana tinha uma alteração no útero. Segundo ela, trata-se de uma incompatibilidade, porém sem diagnóstico. Todos os embriões que gerou tiveram problemas.

Pela falta de diagnóstico, ela chegou a tomar medicações e realizar tratamentos paliativos, que também não funcionaram. Solana disse que chegava a ouvir o coração dos bebês, mas depois de uma semana, tinha aborto espontâneo.

Direitos autorais: arquivo pessoal.

Depois de nove fertilizações in vitro (FIV) e seis abortos espontâneos, o sonho da maternidade parecia cada vez mais distante para o casal, até que ele decidiu aceitar uma proposta que já vinha sido oferecida havia algum tempo pela irmã caçula de Solana, Anaterra.


A mulher estava disposta a ser barriga solidária do casal, que relutava em aceitar. Solana dizia que relutou muito, porque não achava justo que a irmã se sacrificasse tanto por ela, já que já tinha outra filha para cuidar.

No entanto, em julho de 2020, ela e o esposo aceitaram e, por quase nove meses, a engenheira de telecomunicações carregou o sobrinho em seu ventre.

No período final da gravidez, Solana disse que agradece a Deus todos os dias por permitir que sua família vivesse essa história de amor e ressalta que jamais será capaz de agradecer tudo o que a irmã fez por ela.

Direitos autorais: arquivo pessoal.


No último dia 18, Anaterra deu à luz Dante, que nasceu com saúde e já está trazendo alegria e muito amor à família. Em entrevista ao G1, ela disse que se sente realizada por gerar o sobrinho, e acrescenta que está contribuindo com a felicidade da irmã.

Agora a família está um pouco maior e um capítulo muito importante da vida de todos se iniciando. Desejamos toda saúde e felicidade do mundo para o pequeno Dante!

Compartilhe o texto nas redes sociais!


Médico tenta alertar sobre pandemia e é agredido: “Dói, mas estou do lado que zela pela vida”

Artigo Anterior

Considerado morto, jovem volta à vida pouco antes da cirurgia para retirada de órgãos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.