Médico fica depois do plantão para atender paciente idosa que aguardou horas em fila e ganha homenagem

Ir ao hospital não é algo de que gostamos de fazer, especialmente quando estamos mais velhos.



Hospitais, em especial os públicos, costumam ser sinônimo de uma grande espera e de atendimento de má qualidade, por isso, muitas pessoas preferem ficar em casa e lidar com os seus problemas por conta própria.

No entanto, em muitos casos, isso não é suficiente e precisamos procurar ajuda profissional.

Foi o que aconteceu com Ana Paula Dsn e sua mãe, de 64 anos. Em setembro deste ano, elas foram ao Hospital Albert Schweitzer, no Realengo (Rio de Janeiro), para um atendimento, mas não imaginavam que teriam uma experiência completamente diferente da habitual.


Ao final de todo o processo para que entrasse na fila de atendimento, as duas ainda precisaram esperar três horas em sala de emergência cheia de outras pessoas na mesma situação. Depois de um tempo, mãe e filha foram chamadas pelo médico Marcel Netto Matheus, ao seu consultório; ele pediu um exame de sangue para a mãe de Ana Paula, o qual ficou pronto após outras três horas de espera.

Realmente, é um processo muito lento e, dependendo do tempo de demora, os pacientes não conseguem finalizar o atendimento no mesmo dia, porque o plantão dos médicos chega ao fim antes de todos serem atendidos.

Burocracia e demora na liberação de exame não impediram a finalização do atendimento da idosa pelo mesmo médico.

Ana Paula e sua mãe, certamente, já estavam sem esperança de sair do hospital com o atendimento finalizado, porque o plantão de seu médico terminava às 19h, mas tiveram uma grande surpresa. Dr. Marcel continuou atendendo os pacientes mesmo depois de seu horário, provavelmente, sentindo-se envergonhado de ir embora sabendo que muitas pessoas enfermas aguardavam uma consulta.


Ana contou que o médico era muito prestativo: “Sempre atendendo de forma atenciosa e humanitária a absolutamente todos que aguardavam o atendimento”, disse. Um comportamento muito diferente do normalmente encontrado por pacientes de hospitais públicos.

Elas foram chamadas novamente ao consultório às 20h, para mostrar o exame de sangue que havia ficado pronto quatro horas antes.

“[Marcel] conversou comigo sobre o quadro da minha mãe e me tranquilizou da melhor forma possível. Ele poderia ir embora, pois não era obrigado a atender mais ninguém mas, pelo contrário, fez seu trabalho da melhor maneira que poderia fazer”, falou Ana.

A atenção, o cuidado e a dedicação que o Dr. Marcel demonstrou em seu atendimento ganharam o coração de Ana, e a motivaram a fazer uma publicação de agradecimento em seu Facebook, na expectativa de que chegasse até o médico.

“Te agradeci e continuo agradecendo pela atenção e carinho que teve conosco, mesmo extrapolando seu plantão (…) Agradeço também à sua família, por educar um rapaz que escolheu cuidar da vida do próximo com todo o carinho e atenção que ele tem empenhado, mesmo com as dificuldades do nosso estado e governo”, complementou.

Confira a publicação de Ana abaixo:

Um bom atendimento realmente marca nossos dias e desperta um sentimento de gratidão em nosso coração, já que estamos acostumados a ser tratados com indiferença na maioria dos lugares que frequentamos.

Ao prestar um atendimento de qualidade, Dr. Marcel mostrou ser, além de um médico correto, um ser humano consciente.

Que profissionais como ele se tornem mais comuns e que todos nós possamos ser tratados com dignidade e respeito, independentemente do lugar em que estivermos.

Compartilhe esse caso com seus amigos nas redes sociais!

 

Direitos autorais da imagem de capa: reprodução Facebook/Ana Paula Dsn/Google Street View.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.