Família

Médico prescreve “receita do abraço” para avó vacinada abraçar neta, sem medo. Reencontro emocionante!

Depois de tomar as duas doses da vacina, Evelyn Shaw ainda tinha muitos receios de encontrar seus familiares, mas o médico prescreve uma receita de amor!



A pandemia completa um ano em março de 2021, mas ainda não mostra sinais de que está perto de acabar. Muitas pessoas ainda não tiveram a chance, ou a possibilidade, de reencontrar seus entes queridos.

Para que isso possa acontecer, é preciso que as pessoas mais vulneráveis estejam imunizadas, ou seja, tenham tomado as duas doses da vacina contra a covid-19.

Em Nova Iorque, nos Estados Unidos, uma avó passou um solitário ano, sem poder abraçar nenhum de seus familiares e cumprindo seu isolamento social sozinha, por conta da pandemia. Evelyn Shaw conseguiu, recentemente, tomar as duas doses do imunizante, mas mesmo assim tinha grandes receios de reencontrar as pessoas que tanto desejava.


Em entrevista à CBS, Laura Shaw Frank, filha de Evelyn, explicou que, antes da crise sanitária, a família permanecia unida, e sua mãe estava presente em todos os momentos.

Eles tinham o hábito de jantar juntos várias vezes na semana, e os netos sempre gostavam de rodeá-la após a refeição, no sofá da casa.

Mas, infelizmente, essa rotina teve de ser interrompida bruscamente. Quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que estávamos diante de uma pandemia, as medidas de isolamento social foram logo defendidas e colocadas em prática por Evelyn, que corria riscos de desenvolver a forma grave da doença, por ser idosa.

Sua neta mais velha, Ataret Shaw, foi uma das pessoas que mais se preocuparam com ela. A jovem afirma que achou muito difícil imaginar que a avó estivesse sozinha, dia após dia, em seu apartamento, sem nunca ver ninguém, abraçar ninguém ou mesmo encostar em alguém.


Assim como Evelyn, Ataret também já tomou as duas doses da vacina contra o coronavírus, o que significava que as duas podiam voltar a se ver.

Direitos autorais: reprodução/CBS.

Mesmo assim, a avó ainda tinha grandes preocupações de voltar a interagir com seus familiares. Ataret decidiu se consultar com um médico para explicar sobre os receios da avó.

Segundo a garota, Evelyn estava muito nervosa com a situação e nunca a abraçaria. Foi então que o médico teve uma ideia, decidiu dar à neta uma receita dizendo que elas poderiam se abraçar. Ataret sabia que aquela era a única forma de deixar a avó mais tranquila.


A receita médica tinha o mais importante e valioso remédio: permissão para abraçar a neta. Com a receita em mãos, Laura e Ataret foram à casa de Evelyn, no Bronx, um bairro na grande metrópole.

A filha havia tomado apenas a primeira dose da vacina, mas como a avó e a neta estavam completamente protegidas, o médico garantiu que aquele momento poderia ser vivido sem medo.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Evelyn Shaw.

Enquanto elas se abraçam, Evelyn se desmancha em lágrimas. Depois de cerca de um ano sem abraçar sua neta, a avó disse que como havia recebido uma permissão oficial para abraçar quem ama, e não sentiu mais medo algum de compartilhar um pouco de amor. Agora a meta da querida avó é conseguir abraçar os outros seis netos.


Direitos autorais: reprodução/CBS.

Depois que tomou a segunda dose da vacina, mesmo sabendo que aquele era um momento de comemoração, Evelyn revela que não se sentiu livre o suficiente, ainda tinha muito medo de tudo o que poderia acontecer. Foi a prescrição do médico que lhe deu segurança para voltar a sentir o abraço de quem tanto ama!

Veja a emoção de Evelyn ao poder abraçar sua neta ao fim de um ano separadas:



Comente abaixo o que você achou desse lindo reencontro e não se esqueça de compartilhar nas suas redes sociais!

Homem cai em lágrimas ao reencontrar sua cadelinha desaparecida há 3 dias. Estava presa em um buraco

Artigo Anterior

Diretor se sensibiliza e corta cabelo de aluno que se sentia inseguro na escola. Um grande líder!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.