publicidade

Médico que curou centenas de crianças do câncer morre de covid-19. Perdemos um anjo!

O médico italiano era reconhecido por seu trabalho com crianças com câncer. Mais uma dolorosa perda para a covid-19.



Os médicos são alguns dos mais importantes heróis da sociedade. Eles dedicam suas vidas a salvar outras e nos impressionam com grandes exemplos de força, coragem e amor à profissão, mostrando que sempre é possível fazer mais por quem realmente precisa.

Nessa pandemia, temos aprendido a respeitá-los ainda mais, pois os acompanhamos há mais de um ano trabalhando incansavelmente para salvar o maior número possível de pessoas, muitas vezes, sacrificando o contato com aqueles que mais amam e colocando a própria saúde em risco em nome do seu dever.

Eles têm conhecido o lado mais cruel do momento em que estamos vivendo, mas mesmo assim resistem de cabeça erguida, cientes de suas responsabilidades.

Infelizmente, alguns acabam se contaminando e perdendo a vida para o vírus.


Esse foi o caso de um médico italiano muito conhecido que, apesar de não estar na linha de frente, tem uma história profissional incrível e está deixando saudade nas pessoas do seu país.

Segundo o portal local Fanpage.it, Dr. Giuseppe Basso foi diretor de uma clínica pediátrica por anos e ajudou a salvar a vida de centenas de crianças com câncer.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Fondazione Città della Speranza.

Ele tinha 73 anos e havia dias estava na UTI, por causa de complicações da covid-19. O teste positivo para o vírus aconteceu cerca de um mês atrás. Infelizmente, depois de muita luta, ele não foi capaz de vencer o vírus e acabou por falecer, no último dia 15.


Desde que se aposentou, em 2018, o médico dirigia um instituto de medicina genômica.

Sua perda foi sentida não apenas por sua família, mas por todos que acompanharam o seu trabalho ou tiveram a vida transformada graças aos seus esforços.

O médico ficou ainda mais conhecido pelo caso de Eleonora Bottaro, uma jovem de 18 anos, que faleceu vítima de leucemia, em 2015. Seus pais recusaram-lhe o tratamento médico, preferindo o “método Hamer” para tentar curá-la.

Ele era o responsável pelo caso da jovem e se manifestou contra a decisão dos pais. Após a condenação do casal, de dois anos de prisão, Giuseppe disse que se sentia decepcionado com a atitude dos pais, afirmando que ela tinha excelente chance de recuperação.

Giuseppe foi um grande médico e um anjo, que transformou a vida de centenas de famílias. Sua trajetória não será esquecida.

Compartilhe essa história nas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.