Notícias

Após “brincadeira sexual”, médicos encontram copo na bexiga de paciente

Medicos acham copo na bexiga de paciente capa

O caso tem dado o que falar nas redes sociais. Entenda melhor o ocorrido!

A medicina é cheia de casos interessantes, curiosos e até mesmo cômicos, que levam todo mundo a imaginar o que os pacientes fizeram para conseguirem se envolver em determinadas situações.

Recentemente, um caso bastante inusitado tem chamado a atenção nas redes sociais. De acordo com informações do portal de notícias britânico Daily Mail, uma mulher de 45 anos, da Tunísia, impressionou uma equipe médica com um achado em seu corpo.

A mulher teria procurado o Hospital Universitário Habib Bourguiba, na cidade de Sfax, porque estava sentindo sintomas consistentes de infecção do trato urinário, incluindo uma necessidade constante de ir ao banheiro.

Os médicos, então, fizeram alguns exames para entender o que a paciente podia estar sentindo. Os resultados mostraram que não que havia sangue em sua urina, tampouco incontinência urinária, de acordo com o conto publicado na Urology Case Reports .

No entanto, os exames sobre sua urina revelaram que ela tinha um intervalo de glóbulos vermelhos de 23 a 25, sendo que o normal são 4 ou menos. A contagem alta indica que o corpo está combatendo alguma outra doença.

A equipe realizou um raio-X, que mostrou que a mulher apresentava uma ‘forma retangular’ dentro de sua bexiga. O objeto se assemelhava a um vidro e era revolto de uma grande pedra, que media 8cm de largura.

2 Apos brincadeira sexual medicos encontram copo na bexiga de paciente

Direitos autorais: Reprodução

Como as pedras da bexiga costumam ser muito pequenas, a situação chamou muito a atenção dos médicos, que optaram por realizar uma cistolitotomia –tipo de cirurgia aberta usada para remover pedras da bexiga.

Eles acabaram descobrindo que o corpo estranho na bexiga da paciente, que estava em seu organismo há 4 anos, se tratava de um copo de vidro.

As pedras que estavam ao redor do objeto são massas duras de minerais costumam se desenvolver quando a urina não é completamente esvaziada da bexiga, mas também podem crescer em torno de objetos estranhos alojados no interior do órgão, segundo informaram os médicos. Foi isso o que aconteceu no caso da tunisiana.

O caso, que tem gerado desde reações de preocupação, até de medo ou nojo nos internautas, foi publicado em uma revista médica, e nele consta que a paciente usou o copo como brinquedo sexual para ‘fins eróticos’, quando tinha 40 anos de idade.

Dois dias após a cirurgia, a paciente recebeu alta dois dias depois e se recuperou totalmente, e provavelmente ficará com essa lembrança guardada.

Por mais que muitas pessoas tenham levado o caso na brincadeira, achando graça da situação e da intenção da mulher ao introduzir o objeto em seu corpo, a raiz dessa e de outras atitudes não convencionais pode ser mais séria do que imaginamos a primeira vista.

De acordo com o Daily Mail, os médicos explicaram que esse tipo de comportamento, a inserção de corpos estranhos na uretra, costuma ser praticado por pessoas que sofrem de distúrbios mentais ou por prazer.

Além disso, os profissionais também compartilharam que incidentes desse tipo, relatado entre mulheres, tiveram um aumento “relativamente alto”, devido ao tamanho da uretra e sua localização próxima à vagina.

A uretra é uma área do corpo considerada ‘erógena’, o que ‘pode dar à sua introdução um caráter masturbatório em busca de sensações eróticas’, disseram os médicos na publicação do caso na revista. Nesse mesmo relatório, eles também compartilharam que puderam perceber que “vários objetos” foram inseridos na bexiga.

Em casos como esse, é comum que os pacientes se sintam constrangidos com a sua situação, demorando muito tempo para buscarem ajuda médica, o que promove o diagnosticado tardio, colocando-os em risco de complicações, como infecções do trato urinário ou cálculos na bexiga.

0 %