3min. de leitura

A melhor coisa da vida é poder acordar de manhã e viver a rotina!

Poucos se dão conta do quão maravilhoso é acordar todos os dias e ter uma nova chance, através do novo dia que amanhece!


Melhor ainda, é quando tudo está bem como sempre esteve, a rotina estabelecida, poder acordar, arrumar-se, sair no mesmo horário, no fim do dia voltar para casa, isto é simplesmente perfeito! 

É a prova viva de que tudo está bem, a calmaria impera, nada a impede, vivê-la em toda sua intensidade é um presente, uma dádiva, uma celebração.

Quando passamos por momentos difíceis em nossa vida, percebemos como é bom poder voltar para casa, ao invés  de ir para qualquer outro lugar, principalmente quando este lugar nos causa dor e sofrimento.

Em momentos de tristeza sentimos a nossa rotina roubada e clamamos para tê-la de volta, por vezes, sentimo-nos culpados por talvez não a termos valorizado tanto como deveríamos… mas a verdade é que a tendência natural do ser humano é sentir tédio perante a rotina.


Precisamos conhecer a tristeza profunda para identificar e valorizar a simples e doce  rotina da vida!

Quando se chega ao fundo do poço,  você se recorda de outras dificuldades  que já passaram e tudo se torna claro, pois aquele poço em que você caiu antes, não era tão fundo quanto parecia ser; Agora, sim, você está em dificuldades nunca antes vividas e totalmente voltado à Deus, você passa a enxergar os problemas do tamanho que eles realmente são!

A rotina passa a ser a coisa mais desejada e especial.

Sou grata a todos os momentos dolorosos e difíceis, pois eles me fazem lembrar todos os dias quando acordo, como desejei ter um dia normal,  simples e rotineiro que hoje me presenteia e  brinda! O amanhecer chuvoso ou ensolarado, não importa, é um novo dia, uma nova chance!

Como dizem as sábias canções: “..vamos viver tudo que há para viver, vamos nos permitir”, pois “…a vida é trem bala, parceiro…  e a gente é só passageiro prestes a partir…”


Fabiana Dainese Mauch – Gratidão em palavras





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.