Notícias

Menina de 12 anos abre fogo em escola, fere 3 e é desarmada por professora

daisdaskpofa

Aluna, que não teve a identidade revelada, cursava a sexta série na instituição. Autoridades de Rigby, pequena cidade em Idaho, tentam entender por que a criança com 11 ou 12 anos de idade levou uma arma para a escola e efetuou disparos.



Uma menina abriu fogo em uma escola de Rigby, em Idaho (Estados Unidos) e baleou três pessoas nesta quinta-feira (6). Segundo a polícia local, ela parou quando uma professora conseguiu desarmá-la. Os feridos foram atingidos nos membros superiores e inferiores e, disseram as autoridades, não correm risco de morrer.

De acordo com a polícia local, essa garota — que não teve a identidade revelada — era uma aluna da sexta série da instituição. Isso quer dizer que ela tem 11 ou 12 anos de idade. Na escola, a menina sacou a arma de dentro da mochila e começou a disparar, dentro e fora da unidade.

Após ser desarmada, a criança ficou sob a guarda da professora que a deteve e, em seguida, foi levada em custódia pelos policiais.


Os investigadores ainda tentam entender o motivo do ataque e como a menina conseguiu acesso à arma. “Não temos muito detalhes neste momento sobre o porquê. Estamos investigando, seguindo todos os caminhos”, disse Steve Anderson, xerife do condado de Jefferson.

Entre os baleados, estão dois alunos. Segundo a agência Associated Press, um deles pode precisar de cirurgia. A terceira pessoa teria sido atingida do lado de fora da escola, afirmam investigadores.

O governador do estado de Idaho, Brad Little, lamentou em um comunicado o tiroteio na escola de Rigby, pequena cidade com pouco mais de 4 mil habitantes.

“Estou orando pelas vidas e pela segurança das pessoas envolvidas nos acontecimentos trágicos de hoje. Obrigado às nossas agências de segurança e líderes escolares pelos esforços em atuar nesse incidente”, disse Little.


Violência nos EUA

Os EUA sofreram uma série de tiroteios em massa nas últimas semanas, incluindo em uma instalação da FedEx em Indianápolis, um prédio de escritórios na Califórnia, um supermercado no Colorado e vários spas em Atlanta. No mês passado, o presidente Joe Biden classificou a violência armada nos Estados Unidos como uma “epidemia” e um “constrangimento internacional”.

Mais de 43 mil mortes por armas de fogo foram registradas nos Estados Unidos no ano passado, incluindo suicídios, de acordo com o Gun Violence Archive.

 


Mulher que perdeu os dentes após agressões do ex chora ao sorrir de novo

Artigo Anterior

Recém-nascido é encontrado dentro de mochila abandonada em matagal, no litoral de SP

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.