Pessoas inspiradoras

Menina entra na lista de mulheres mais poderosas da Forbes aos 12 anos por ajudar idosos em vacinação

Os idosos não tinham acesso a aparelhos eletrônicos nem à internet, por isso Camila decidiu ajudá-los a tomar a vacina contra o novo coronavírus.



Existe idade para começar a se importar com o bem-estar de quem está à nossa volta? Alguns dizem que é questão de personalidade, as pessoas já nasceriam assim, predispostas a “sentir a dor do outro” ou incomodadas com as desigualdades sociais.

Outros insistem em afirmar que o meio em que os indivíduos crescem é que influenciam seu comportamento na adultez, então, dependendo do tipo de exposição que recebem, terão ou não um sentimento de empatia mais aflorado.

Independentemente da resposta para essa indagação (se é que existe uma), é preciso reconhecer que, em alguns casos, o altruísmo pode ser facilmente notado em alguns indivíduos.


Esse é o caso de Camila Ortiz, de apenas 12 anos, que entrou para a lista das 100 mulheres mais poderosas do México, da revista Forbes. O motivo? Ela ajudou cerca de 500 idosos a se vacinar contra a covid-19.

Moradora de Coahuila, no México, Camila se tornou popular no seu país justamente pelas suas atitudes, ajudando centenas de idosos a não entrar na estatística das vítimas por complicações pela covid-19. As pessoas que receberam ajuda não tinham acesso à internet ou simplesmente não sabiam ler ou escrever, o que fez com que não fizessem seu pré-cadastro para a vacinação.

A criança aproveitava as horas vagas da escola para ajudar quem mais precisava, cadastrando aqueles que não o conseguiam. Brenda Ramírez, mãe da menina, conta que a filha sonha em ser pediatra ou pesquisadora, e essa ajuda aos idosos mostra que ela sente vontade de ajudar o próximo.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Iveth Camila Ortiz Ramirez.


Em entrevista ao jornal UnoTV, Camila conta que muitos idosos não conhecem nada sobre tecnologias, alguns inclusive são analfabetos, por isso ela quis ajudá-los. Alguns acreditavam que ela é médica e falavam um pouco das enfermidades e comorbidades que apresentavam, outros nem televisor tinham em casa, não tendo nem um pouco de noção de que precisavam se cadastrar para receberem a vacina.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Iveth Camila Ortiz Ramirez.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Iveth Camila Ortiz Ramirez.

Camila usou uma van com alto-falantes para anunciar nos bairros que estaria ali para ajudar na imunização contra o novo coronavírus, além de levar seu computador junto, já que precisaria cadastrar os que precisavam. Mas nem tudo era simples, por mais que anunciasse o apoio, alguns ainda precisavam de ajuda para chegar aos postos de vacinação, coisa que Brenda, a mãe da menina, executou com prazer.


A menina fez questão de ajudar 500 idosos a receber suas doses de vacinas, tentando lidar com a falta de acesso e a desigualdade, fatores que assolam as periferias no mundo todo. Mesmo tendo apenas 12 anos, Camila sabe exatamente o que precisa ser feito para que mais pessoas consigam se imunizar contra o vírus, basta ajudar!

Marcos Mion é contratado pela Globo para substituir Luciano Huck aos sábados

Artigo Anterior

Estes 4 signos são os mais generosos. Eles não medem esforços para ajudar!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.