Animais

Menino abandona cachorro e escreve carta para salvá-lo de maus-tratos: “Cuidem muito bem dele”

Capa Menino abandona cachorro e escreve carta para salva lo de maus tratos Cuidem muito bem dele
Comente!

Na carta deixada para trás, o antigo dono explicou que não queria se desfazer do animal, mas sua família o maltratava muito

Acorrentado a um banco, incapaz de se mover, um cachorrinho perguntou quando sua família voltaria. Mas, enquanto o cachorro olhava com cautela para a multidão de estranhos reunida ao seu redor, ele sentiu que algo não estava certo. Talvez tenha sido ali que o animal começou a se dar conta: foi abandonado por sua família.

Marcela Goldberg, uma das organizadoras da ONG de apoio aos animais na cidade do México,  Mascotas Coyoacán, recebeu uma mensagem sobre o cachorrinho deixado no canteiro central e correu com um colega para a praça onde o animal estava para apurar a situação e, se possível, resgatá-lo. Infelizmente, ela não ficou surpresa com a ligação — havia muitos outros cães abandonados em sua cidade naquele local e em tantos outros, e os casos apenas aumentaram desde o começo da pandemia da covid 19, que começou em 2020.

Conforme as informações do portal especializado em notícias sobre animais The Dodo, quando Marcela chegou ao local, já havia várias pessoas reunidas em volta do banco onde o cão estava, e algumas lhe trouxeram água e comida. O animal estava amarrado ao banco, sem saída, então de fato dependia da boa vontade alheia, se quisesse se refrescar ou comer. Embora as intenções fossem boas, o cachorro não deixava que ninguém chegasse perto dele, o pobre cão chorava alto, rosnava, latia, estava completamente apavorado com a situação.

Ao lado do animal, uma mistura de golden retriever com outra raça não identificada, havia uma carta presa a uma pedra, que dizia:

2 Menino abandona cachorro e escreve carta para salva lo de maus tratos Cuidem muito bem dele

Direitos autorais: Reprodução.

“Oi, por favor, me adote, meu nome é Max. Por favor, peço que vocês adotem este cachorro fofo e cuidem bem dele. Me dói muito deixar meu cachorro aqui, mas decidi deixá-lo porque minha família o maltratava constantemente e me machucava sempre o ver assim. Se você está lendo isso e seu coração foi tocado por essa história, por favor, adote-o e cuide bem dele. Caso contrário, deixe esta carta em seu lugar. Dessa forma, outros podem lê-la e quem sabe adotá-lo. Obrigado.”

O cachorro Max estremeceu quando Marcela se aproximou dele e nem mesmo o aroma de comida o relaxou ou distraiu. Marcela conta que usou luvas de proteção especiais para se aproximar do cão, mas ainda assim era difícil ganhar sua confiança naquele momento. Ela e seu colega entraram em contato com um treinador com experiência em cães agressivos que observou a situação por videochamada e deu instruções a eles de como agir com Max, até que conseguissem passar o laço por sua cabeça e cortar a outra corrente que o prendia ao banco onde foi deixado.

3Menino abandona cachorro e escreve carta para salva lo de maus tratos Cuidem muito bem dele

Direitos autorais: Reprodução.

Assim que a corrente foi cortada, a atitude do cão mudou. Ele ainda estava assustado, mas não rosnava mais para seus salvadores. Goldberg lentamente começou a acariciá-lo em seu carro e, quando chegaram ao abrigo, o cachorrinho já estava mais calmo do que no começo do encontro.

O animal de 7 meses, que foi renomeado como Boston e lentamente está aprendendo a voltar a confiar nas pessoas e deixar sua personalidade alegre e expansiva transparecer. Marcela descreve o cão com meigo e muito carinhoso, diz que ele adora dar beijinho com a língua e brincar com a bola que ganhou de seu veterinário.

4 Menino abandona cachorro e escreve carta para salva lo de maus tratos Cuidem muito bem dele

Direitos autorais: Reprodução.

Poucos dias depois do resgate, Boston se transformou em um cachorro totalmente diferente. Seus salvadores se empenharam ao máximo para encontrar um novo lar para ele, onde possa viver tranquilamente e nunca mais precise se preocupar em ser deixado para trás de novo.

Depois de um trabalho de escolha intenso e muito trabalho para aprimorar a confiança do cão nos humanos, Marcela informou que uma família já foi selecionada para recebê-lo de braços abertos. Uma história que começou cheia de solidão e medo, agora pode continuar de forma mais leve e amável.

Comente!

Vera Fischer faz 70 anos, descarta plástica e marido para ser feliz: “O que mais gosto de fazer é trabalhar”

Artigo Anterior

Relato de mãe: “Demiti a babá depois de vê-la amamentando meu filho pela câmera”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.