Comportamento

Menino com microcefalia, que sofreu bullying por causa de sua aparência, dá a volta por cima

Capa Menino com microcefalia que sofreu bullying por causa de sua aparencia da a volta por cima

Ele é o único dos seis filhos de sua mãe que sobreviveu, agora está dando um novo rumo à vida com a exposição que recebeu na mídia



Um rapaz de 21 anos, da província sulista de Ruanda, viu sua vida mudar quando teve sua história contada pelo canal de TV africano Afrimax.

Nsanzimana Elie vivia na selva e, por causa da sua aparência, era alvo de bullying em sua aldeia, sendo chamado de macaco ou gorila. O rapaz sofre de microcefalia, uma doença que limita o crescimento do cérebro do feto, fazendo com que a pessoa nasça com uma aparência peculiar, com uma cabeça pequena e traços faciais característicos.

Filho único, Elie nasceu em 1999, depois cinco irmãos, os quais sua mãe perdeu. Em uma entrevista à mídia, sua mãe disse que Elie foi a resposta a suas orações depois de perder a esperança de que algum dia teria filhos. Ela orou a Deus para que a abençoasse com um filho.


“Elie é meu sexto filho. Meus outros cinco filhos morreram. Após a morte dos mais velhos, ficamos desesperados. Oramos a Deus para ter outra criança e, felizmente, fomos abençoados com Elie. Agora eu o considero um presente do céu de Deus e o amo enormemente”, disse sua mãe.

A mãe de Elie disse que sabia que ele seria diferente, pois tinha uma cabeça anormalmente pequena e características faciais incomuns. Mais tarde, foi descoberto que o garoto não conseguiria se comunicar verbalmente e tinha dificuldades de aprendizagem.

2 Menino com microcefalia que sofreu bullying por causa de sua aparencia da a volta por cima

Direitos autorais: reprodução/Afrimax.

No começo, a mãe de Elie disse que ele não conseguia frequentar a escola em virtude das dificuldades de aprendizagem e impossibilidade de se comunicar. Ela disse que os médicos lhe informaram que a capacidade intelectual do menino não lhe permitiria concentrar nas aulas, mas ele pode adquirir conhecimentos empíricos a partir das experiências que vive e de como observa o mundo ao seu redor.


Enquanto crescia, a mãe disse que ele passava muito tempo em arbustos e chegou até a se alimentar de grama. A mãe disse que precisava persegui-lo todas as noites para fazer com que Elie voltasse para casa, pois ele passava o dia todo correndo pela floresta. Ela relatou que ele não gostava de comer comida e passava dias sem se alimentar.

“Ele gosta apenas de bananas e alimentos frescos, e não é fácil atender às necessidades básicas de nós dois”, disse a mãe. Além disso, ela disse que seu filho tinha medo das pessoas e fugia delas. Ela relatou que, às vezes, precisava amarrá-lo com cordas para contê-lo.

Ellie sofreu muito por conta da sua aparência enquanto crescia. Por causa da microcefalia, sua apresentação para o mundo pode ser lida como estranha para alguns, que por não compreender zombavam do garoto, com apelidos maldosos. Além dos problemas para se comunicar, que carrega desde o berço por conta da microcefalia, essas atitudes hostis e preconceituosas minam a autoestima de Elie, dificultando a formação de vínculos com alguém.

São esses atos de mesquinharia humana que tornam a vida de pessoas com deficiência mais difícil, às vezes, mais até do que as próprias limitações físicas ou mentais. A mãe de Elie disse que sempre ficava com o coração partido quando os vizinhos insultavam seu filho, chamando-o de macaco, gorila e outros nomes desagradáveis. Mas a história de Elie deu uma guinada impressionante!


3 Menino com microcefalia que sofreu bullying por causa de sua aparencia da a volta por cima

Direitos autorais: reprodução/Afrimax.

O rapaz virou pauta no programa de TV Afrimax e depois que o resto do país soube de sua história, ele agora vive como um superstar: desfila pela cidade com roupas de grife e é reconhecido por onde passa. Ele foi matriculado numa escola e agora está aprendendo a passar um tempo de boa qualidade com as pessoas, depois de se esconder por tempo demais na floresta.

Ele atraiu uma legião de simpatizantes. Os doadores construíram para eles uma nova casa e a mobiliaram. Elie conquistou muitos corações. Ele agora tem muitos fãs que se esforçam para tirar fotos com ele.


Vitória: Austrália devolve floresta mais antiga do mundo aos aborígenes!

Artigo Anterior

Nossos filhos nos esquecerão

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.