Comportamento

“Estamos arrasados”: família perde menino de 13 anos, mãe e avó vítimas de covid-19

Uma família de Curitiba enfrenta a dor da perda de três entes queridos para o vírus. Entenda!



A pandemia de coronavírus tem tornado reais notícias que jamais pensávamos serem possíveis ou que nunca imaginaríamos tão próximas de nós.

A normalidade e a rotina que tínhamos ao lado de nossos amigos e familiares foram brutalmente transformadas, e muitos de nós estamos tendo que aprender a conviver com a saudade e a perda tão rápida daqueles que já foram as pessoas mais importantes de nossas vidas.

Há casos em que não apenas uma perda é sentida. Em algumas famílias, são várias vidas perdendo a luta contra o vírus, e o que sobra para aqueles que permanecem é a dor e a esperança de que esse momento tão difícil termine logo.


Uma família de Curitiba tem enfrentado momentos muito difíceis pela perda de três entes queridos para a covid-19, em apenas 21 dias. De acordo com informações do G1, Eldora Budske, de 64 anos, Eliandra Busato, de 37, e Leonardo Budske Busato, 13 anos, não resistiram à doença.

A família contou que a primeira pessoa a morrer foi Eliandra, que trabalhava como auxiliar administrativa. No dia 25 de fevereiro, ela precisou ser internada, e faleceu na mesma data.

Eldora, mãe de Eliandra, também foi internada no início de março, por complicações da doença, e faleceu no dia 6 do mesmo mês.

Leonardo, filho de Eliandra, de apenas 13 anos, também veio a óbito no início de março. Como sua mãe e avó, ele foi intubado e precisou ir para a UTI. A família toda vivia em Piraquara, na região metropolitana da capital do Paraná.


O marido da Eliandra e pai de Leonardo também precisou ser internado por conta da doença, mas conseguiu se recuperar. Apesar de ter vencido a doença, a dor e o vazio pela perda da família têm sido muito difíceis.

Segundo informações dos familiares, Eldora, Eliandra e Leonardo apresentavam sobrepeso. Além disso, Eliandra tinha diabetes e hipertensão.

Rúbia Budske, de 43 anos, prima de Eliandra e sobrinha de Eldora, disse que a família toda está arrasada, porque essas perdas foram seguidas, e a doença não lhes deu a chance de se despedir dessas pessoas nem mesmo no enterro, tampouco de consolar os familiares que estão partilhando da sua dor.

Ela acrescentou que todos eram bastante unidos e gostavam de compartilhar momentos e celebrar datas importantes, como aniversários. Segundo ela, a família esteve em férias em Santa Catarina, e pode ser que tenha se contaminado nesse período, mas esclareceu que é apenas uma hipótese.


Compartilhe o texto em suas redes sociais.

Ilha artificial de luxo terá casas que podem custar cerca R$ 6 bilhões

Artigo Anterior

Bebê de um mês testa positivo e morre em decorrência da covid-19

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.