Comportamento

Menino de 14 anos luta para salvar mãe da covid: “Ela é a única pessoa que tenho na vida”

CAPA Menino de 14 anos luta para salvar mae da Covid Ela e a unica pessoa que tenho na vida

Emilian Sosa enviou uma carta ao governador do Texas, pedindo que sua mãe fosse transferida para um hospital onde pudesse receber o tratamento de ECMO.



Sabemos que a pandemia tem deixado milhões de pessoas em profunda tristeza. Uma doença invisível, que tem feito muitas vítimas no mundo, às vezes, infectando famílias inteiras. Cada vez que um novo caso surge, é uma ansiedade que sentimos, pois não sabemos o dia de amanhã. Pedimos que nossos entes queridos, as pessoas que conhecemos e até as que não conhecemos se recuperem o mais rápido possível.

É difícil, mas também conseguimos perceber que, em muitos casos, algumas se tornam vítimas porque não têm dinheiro suficiente para pagar um bom tratamento, para ir a um hospital onde haja todos os equipamentos necessários.

O caso do menino Emilian Sosa caminha justamente nesse rumo da narrativa. Com apenas 14 anos, Emilian não mede esforços para tentar salvar sua mãe Erika Calderón, que está internada em estado grave há mais de 20 dias, em um hospital do Texas, nos Estados Unidos, vítima de covid-19.


Ela testou positivo em 29 de dezembro e, no dia 4 de janeiro, teve de ser internada por apresentar falta de ar e complicações severas, como conta Emilian em seu perfil no Facebook.

Infelizmente, Erika precisou entrar no respirador, pois a infecção viral já havia comprometido muito de seus pulmões. Seu filho, ao perceber que o estado era grave e que, com o passar do tempo, não existia nenhuma melhora, decidiu ir a público fazer um forte apelo: criou uma campanha de arrecadação de dinheiro, para custear o tratamento de sua mãe, e enviou uma carta ao governador do Texas, Greg Abbott, no dia 26 de janeiro.

Ele implorou que sua mãe pudesse receber o tratamento de oxigenação por membrana extracorporal (ECMO), um aparelho que bombeia o sangue para fazê-lo circular em um pulmão artificial, que depois o devolve à corrente sanguínea do paciente. Um tratamento caro, usado principalmente em casos de falência cardiovascular ou pulmonar. No Texas, só é possível encontrar esse aparelho em cidades maiores, como Houston, Dallas e San Antonio, todas longe da pequena Edinburg, onde ele e sua mãe moram.

2 Menino de 14 anos luta para salvar mae da Covid Ela e a unica pessoa que tenho na vida

Direitos autorais: reprodução Facebook/Erika Calderón.


Na sua emocionante carta, Emilian explica que a mãe trabalhou duro a vida inteira para criá-lo, sozinha. Uma mãe que assumiu todas as responsabilidades de educar uma criança e que é a única família do garoto de 14 anos.

Ele desabafa dizendo que ela é a única pessoa que ele tem, que sem ela ele ficaria devastado, já que a missão de vida dela sempre foi fazer com que ele tivesse as melhores oportunidades.

Emilian explicou que gostaria muito que a mãe se recuperasse o quanto antes, que não vê a hora de ela retornar para casa, porque a única forma de comunicação que eles têm é através de chamadas de vídeo. Ele conta que costuma tocar violino para motivá-la a melhorar, mas que a condição dela está se deteriorando rapidamente e a única maneira de mantê-la viva é com a ECMO.

Ainda em sua carta, o garoto diz que fará 15 anos, dia 3 de fevereiro, e que o melhor presente que poderia receber é a notícia de que a mãe conseguirá o tratamento tão esperado e que pode fazer com que ela sobreviva. Por fim, ele implora ao governador para tornar realidade o desejo de manter sua mãe viva.


Ouvindo as preces e o pedido de Emilian, o governador providenciou a transferência de Erika para o hospital Memorial Hermann Texas Medical Center Emergency Room, em Houston, onde poderia receber o tratamento de ECMO. Em outra carta, publicada em suas redes sociais, no dia 28, Emilian conta que se sentiu extremamente ansioso com a situação, já que não pôde acompanhar a mãe em sua transferência para a capital do estado.

Ele revela que continuará ligando para a mãe, esse é o momento em que eles se veem e ele sempre toca hinos da igreja para que ela se sinta melhor.

Emilian agradece a todos e todas que ajudaram nas doações e explica que elas ainda podem ser feitas. A transferência da mãe foi a primeira coisa que tiveram que fazer, mas ainda existirão muitas outras dívidas com o tratamento que está sendo realizado. Ele já conseguiu arrecadar mais de 50 mil dólares, o equivalente a mais de 270 mil reais.

Estamos na torcida para que Erika retorne logo para casa, que tenha uma recuperação exemplar e que possa rever seu filho!


O que achou dessa emocionante história?

Compartilhe-a com seus amigos nas redes sociais!

Nossa Senhora de Nazaré, nos ensine a viver com Jesus!

Artigo Anterior

Moradores se unem e pagam 2 anos de aluguel para a faxineira que trabalhou 20 anos em edifício

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.