publicidade

Menino de 14 anos, que mora com os avós, vende salgados para ajudar a alimentar a família

Por conta da crise financeira, o menino precisou pedir ajuda, e obteve um retorno incrível. Confira!



Rafael Henrique Pereira Nascimento, um menino de 14 anos, que vive em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá (MT), tem mostrado que, apesar da pouca idade, possui um caráter muito bem definido e um coração gigante.

Segundo matéria do G1, o menino mora com os avós de 60 e 65 anos, desde os 3 meses de idade, quando lhes foi entregue pelos seus pais, que não tinham condições financeiras de criá-lo. Aos 10 anos, começou a conciliar os estudos com a venda de salgados na rua. Atualmente, ele sai de casa às 6h para e volta no começo da tarde.

Segundo a avó Neurang Freitas, as vendas nunca impediram o menino de se dedicar aos estudos, e ele tira um tempo, todas as noites, para estudar e realizar as atividades pedidas pelos professores.

No entanto, com a pandemia, as vendas caíram e a realidade da família se complicou, e agora vivem em situação de vulnerabilidade.


Eles estão com duas mensalidades do aluguel atrasadas e passam dificuldade para quitar todas as contas da casa, que somam R$1 mil mensais, já que a única renda no momento vem da venda dos salgados, que soma cerca de R$70 por dia.

Por conta disso, Rafael teve a ideia de fazer uma publicação nas redes sociais pedindo ajuda. Ele postou uma foto da geladeira da família, que estava praticamente vazia, e o número do Pix, para quem pudesse transferir algum valor.

Direitos autorais: arquivo pessoal.

O menino disse que teve de pedir ajuda, porque não tinha mais saída, e afirmou que sempre ajudou em casa e que nunca passaram por uma crise como esta.


Ainda contou que a avó não gosta muito que ele trabalhe, mas que vai assim mesmo. No entanto, dona Neurang se encheu de orgulho de sua atitude e disse que Rafael sempre foi assim, de “tomar atitude”, quando vê algo faltando.

Ela e o marido têm problemas de saúde, como diabetes, depressão e hipertensão, e estão no grupo de risco da covid-19. A publicação de Rafael rendeu mais de 3 mil compartilhamentos na rede social e a família recebeu bastantes doações de alimentos, além de reforma na bicicleta que o menino usa para trabalhar.

Direitos autorais: arquivo pessoal.

Rafael, que cursa o 8º ano e sonha em cursar Administração e ter uma rede de lanchonetes, disse que a família está muito feliz agora, porque tem bastante comida. O menino ainda disse que sempre teve responsabilidade e já trabalhou como vendedor de roupas, de açaí e até como churrasqueiro, e que vai continuar a fazê-lo para abrir o próprio negócio.

Rafael finalizou aconselhando as pessoas a nunca desistirem de seus sonhos, pois as dificuldades passam, e disse que trabalha também para retribuir o carinho que os avós têm por ele.

Que história! Desejamos a Rafael e seus avós muito sucesso, saúde e felicidade!

Compartilhe o texto em suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.