Notícias

Menino pede ajuda à PM para conseguir ver o pai no aniversário, e é surpreendido com festa

Direitos autorais: reprodução.
Sem Titulo 1 87

Ele ligou no 190, no interior de Minas Gerais, assim que soube que o pai não iria à sua comemoração de aniversário, pedindo que os policiais dessem uma “carona” ao genitor.

São muitos os casos de crianças que ficam aguardando o pai, a mãe ou mesmo um tio chegar naquela comemoração de aniversário. Quando os pais são separados, é mais difícil que consigam conviver com a criança ao mesmo tempo, às vezes por incompatibilidade de horários, por não conseguirem mais ficar na presença um do outro, ou mesmo porque simplesmente não querem.

Nem sempre a criança compreende a necessidade da distância de um dos genitores, e nem sempre ela é justificável. Em Muriaé, interior de Minas Gerais, um menino de nove anos surpreendeu os policiais militares da região quando ligou para pedir que os agentes dessem uma “carona” para o pai.

O motivo era porque o garotinho queria que ele fosse à sua festa de aniversário, e tinha acabado de saber que ele não iria comparecer. O áudio com a conversa entre o menino e os oficiais acabou caindo nas redes sociais e viralizando, e é possível ouvir Caio conversando com o cabo Lenilson Andrade.

Ele explica que tinha feito nove anos no dia 19, última segunda-feira, mas que o pai não poderia comparecer na sua festa. O agente comenta que ele não deveria se preocupar, já que outras pessoas o presenteariam no evento.

O menino disse imediatamente que não havia pedido nenhum presente, queria apenas que o pai fosse vê-lo. Caio havia acabado de ler uma conversa entre os pais, que são divorciados, no celular de sua mãe, e soube através das mensagens que o pai não iria visitá-lo.

Os agentes acabaram se sensibilizando com aquela atitude do menino, que, em desespero, queria apenas a presença do próprio pai, sem se importar com objetos ou brinquedos.

Os policiais decidiram, então, organizar uma festa surpresa para Caio, e levaram tudo o que tinha direito: bolo, refrigerante e muitos brinquedos. Claro, nada disso teria o mesmo gosto se o pai não estivesse presente, já que a única coisa (a que ele mais queria) veio no fim da comemoração: um abraço do pai.

Segundo reportagem do R7, Eduardo de Souza foi levado pelos oficiais até a casa do filho, para que ele não sentisse mais tanta saudade. Flaviana do Carmo, mãe do garoto, compartilhou as fotos nas redes sociais, e a atitude dos policiais acabou rendendo muitos elogios dos internautas.

Tanto a mãe, quanto os seguidores, acreditam que a forma como os agentes agiram pode impactar positivamente na vida de Caio, o inspirando a ser uma pessoa melhor, cheia de bons sentimentos e vendo como vale a pena ajudar o próximo.

Como esperado, a mãe conta que, agora, o menino tem o sonho de se tornar policial, e ficou extremamente animado com tudo o que aconteceu. Caio não para de falar na experiência, e disse que quer se tornar policial para nunca mais deixar nenhuma criança ficar longe do pai. Emocionante, não?